14:46 09 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11820
    Nos siga no

    EUA exigiram que China parasse com "bullying" no mar do Sul da China, e expressaram preocupação com relatos de supostas "ações provocativas" de Pequim, noticiou mídia.

    Segundo a Reuters, citando três fontes de segurança regional, o navio de pesquisa do governo chinês Haiyang Dizhi 8 estava seguindo de perto um navio de exploração operado pela companhia petrolífera estatal da Malásia, Petronas, na área.

    Esse mesmo navio, que no ano passado entrou na zona econômica exclusiva reivindicada pelo Vietnã para um levantamento suspeito de exploração petrolífera em grandes extensões, foi visto recentemente pela costa vietnamita.

    "Os Estados Unidos estão preocupados com os relatos de repetidas ações provocativas da China visando o desenvolvimento offshore de petróleo e gás de outros países requerentes", declarou o Departamento de Estado dos EUA sobre a presença de navio chinês nas águas malaias.

    "Nesse caso, [a China] deveria cessar seu comportamento de bullying e abster-se de se envolver nesse tipo de atividade provocadora e desestabilizadora", acrescentou o departamento norte-americano.

    Além do mais, o departamento norte-americano alertou que as ações da China ameaçam a segurança energética regional e minam o livre e aberto mercado de energia no Indo-Pacífico.

    Navio chinês Haiyang Dizhi 8
    © Foto / Weibo/SCMP
    Navio chinês Haiyang Dizhi 8

    Anteriormente, quando o navio Haiyang Dizhi 8 encontrava-se na costa do Vietnã, um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês afirmou que o navio estava envolvido em atividades normais e acusou as autoridades americanas de difamar Pequim.

    Mais:

    Avião espião dos EUA teria sido avistado sobrevoando região sul de Taiwan
    Grupo aeronaval da China realiza manobras perto de Taiwan, afirma Ministério da Defesa da ilha
    Marinha da Índia entra em alerta em meio às atividades da China no Índico
    Tags:
    bullying, China, EUA, Mar do Sul da China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar