00:48 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Países combatendo COVID-19 no meio de abril de 2020 (105)
    242335
    Nos siga no

    A COVID-19 provavelmente começou em um laboratório de Wuhan, não como arma biológica, mas como parte dos esforços de Pequim para competir com Washington, informou a Fox News, citando fontes.

    De acordo com as fontes, "familiarizadas com os detalhes das primeiras ações do governo chinês e que viram documentos relevantes", um funcionário do laboratório do Instituto de Virologia de Wuhan contraiu o coronavírus de um morcego, tornando-se o "paciente zero", e depois espalhou a doença para moradores locais.

    Esse pode ser o "encobrimento mais caro do governo de todos os tempos", declarou uma das fontes.

    Contudo, os relatos afirmam que o laboratório não desenvolvia armas biológicas, mas acabou causando o problema na tentativa de demonstrar excelentes resultados na pesquisa de vírus por cientistas chineses.

    Desviando culpa do laboratório?

    Os documentos detalham os primeiros esforços dos médicos no laboratório e os primeiros esforços de contenção. O mercado de Wuhan inicialmente identificado como o possível ponto de origem nunca vendeu morcegos, escreve a Fox News.

    As fontes alegam que culpar o mercado de Wuhan foi um esforço da China para desviar a culpa do laboratório, juntamente com os esforços de propaganda do país visando os EUA e a Itália, segundo a mídia.

    As autoridades americanas têm acusado repetidamente a China de reter informações sobre a propagação do coronavírus.

    Em 15 de abril, o chefe do Pentágono, Mark Esper, declarou que é provável que o vírus tenha tido uma origem natural, enquanto o secretário de Estado americano Mike Pompeo exigiu de Pequim transparência sobre as causas profundas da pandemia.

    Frascos com reagentes para testes rápidos de coronavírus no laboratório do Parque Tecnológico de Skolkovo
    © Sputnik / Yevgeny Biyatov
    Frascos com reagentes para testes rápidos de coronavírus no laboratório do Parque Tecnológico de Skolkovo

    Anteriormente, o Ministério das Relações Exteriores chinês disse, em resposta a acusações de encobrimento sobre a questão do coronavírus, que Pequim tinha sido transparente e responsável desde o início.

    Segundo os últimos dados, já foram registrados mais de 2 milhões de casos de infecção no mundo, com 137 mil mortes.

    Tema:
    Países combatendo COVID-19 no meio de abril de 2020 (105)

    Mais:

    Instituto de Virologia de Wuhan nega qualquer relação com o paciente zero do coronavírus
    Pompeo alerta China sobre 'rumores estranhos' que ligam COVID-19 aos EUA
    Novo estudo garante que SARS-CoV-2 é natural e não sintetizado em laboratório
    Tags:
    morcego, FOX News, laboratório, Wuhan, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar