18:39 06 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    181
    Nos siga no

    Desde códigos QR até sensores e aplicativos, tecnologias do dia a dia têm tido grande valor para evitar maior contágio da COVID-19.

    Além dos cuidados necessários para se evitar o coronavírus, tecnologias usadas no cotidiano ajudam a combater a infecção pelo vírus, assim como criam comodidades durante isolamento.

    Em entrevista à Sputnik China, o especialista Wang Zhiyong, do Instituto da População e Economia do Trabalho da Academia de Ciências Sociais da China, junto a pessoas da geração Y (os que nasceram entre o início da década de 80 e 2005) contaram em detalhes sobre tais tecnologias.

    "Tais tecnologias ajudaram porque foram orientadas às necessidades dos usuários no futuro. Por exemplo, pagamento via código QR no WeChat [serviço de mensagens instantâneas] evita o contato entre pessoas através de dinheiro vivo, enquanto serviços de saúde online evitam idas ao hospital", disse Zhiyong.

    Fechaduras inteligentes

    A senhora Chen, da cidade de Xangai, explicou como portas com fechadura inteligente ajudam a superar as dificuldades da pandemia.

    "Eu tenho uma gata na minha casa, mas eu não pude voltar para casa a tempo devido à pandemia. O bom foi que, antes dela, eu instalei uma fechadura inteligente [na porta de casa]. Por isso, eu confiei a senha ao meu vizinho para que ele pudesse abrir a porta e cuidar da minha gata", afirmou.

    Código QR

    Uma das preocupações durante a propagação de doenças virais é saber onde os indivíduos estiveram algum tempo antes.

    Segundo a moradora de Pequim identificada como Li, os códigos QR foram importantes para rastrear certas pessoas.

    "Graças aos códigos QR ficou mais fácil seguir e confirmar onde as pessoas estiveram no último mês. Esta tecnologia, apesar de ser bem simples, teve um importante papel durante a pandemia e diminuiu o fluxo de pessoas", disse.

    Desinfetantes com sensores e a Internet

    Falando à Sputnik China, Peng, também habitante de Pequim, disse:

    "Eu acho que os desinfetantes com sensores se tornaram muito úteis durante a pandemia. Isso permitiu evitar a necessidade de se tocar em objetos durante a lavagem das mãos", explicou.

    Por sua vez, a web tem sido vastamente usada para que diferentes trabalhadores possam exercer sua profissão sem sair de casa.

    Além disso, ferramentas online também são usadas para ensino à distância.

    Mais:

    Possível nova mutação do coronavírus persistiu por 49 dias em paciente chinês
    China teria programa antissatélite operacional e pronto para ser lançado
    Medidas radicais da China teriam evitado mais de 700 mil casos da COVID-19, aponta estudo
    Tags:
    pandemia, tecnologia, China, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar