12:19 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    8590
    Nos siga no

    As equipes médicas que cuidam dos pacientes contaminados pelo coronavírus não estão suficientemente preparadas, o que representa um grande erro, segundo médicos chineses.

    Um erro fundamental no combate à COVID-19 é a pouca proteção das equipes médicas responsáveis pelo tratamento dos pacientes contaminados pelo vírus, fator que aumenta a taxa de infectados, segundo médicos da cidade de chinesa de Wuhan em entrevista ao canal Bloomberg.

    "Nossos colegas europeus contraem a doença durante a prática diária em uma dimensão semelhante à situação inicial de Wuhan. Precisamos proteger nossas equipes médicas", comentou Wu Dong, professor do Hospital Universitário da União Médica de Pequim.

    O erro se repete

    De fato, em Wuhan no começo da epidemia, milhares de médicos foram infectados durante as primeiras semanas de janeiro devido à falta de meios de proteção e informação sobre o vírus. Ao menos 46 faleceram.

    Segundo médicos da China, os pacientes contaminados não apresentam sintomas no começo e transmitem o vírus para outras pessoas sem saber.

    Portanto, os médicos do país asiático sugerem que sejam efetuados exames para detectar a contaminação em um estado precoce. Eles aconselham também que, enquanto a pandemia existir, não devemos excluir novos casos.

    Mais:

    FMI se recusa a prestar ajuda à Venezuela para combater propagação do coronavírus
    Bolsonaro diz que resultado de 2º teste que fez para o novo coronavírus deu negativo
    EUA: legisladora insta militares a estarem prontos a combater coronavírus
    Tags:
    prevenção, pandemia, médicos, China, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar