13:09 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Coronavírus se espalha pelo mundo (493)
    4110
    Nos siga no

    Especialistas chineses estão cada vez mais falando sobre o surto de guerra da COVID-19 em "duas frentes", escreveu o jornal The Global Times.

    Além de combater a infecção pelo coronavírus dentro do país, os médicos têm que monitorar aqueles que vêm do exterior.

    Especialistas acreditam que o fluxo de cidadãos chineses que regressam de países onde o coronavírus está se espalhado irá aumentar. Embaixadas e consulados chineses em alguns países, especialmente na Itália, já estão trabalhando em regime autocrático.

    "Atualmente, com o agravamento da situação em outros países, mais cidadãos chineses no exterior querem voltar à China. Pequim enfrenta agora uma forte pressão para impedir a importação do vírus", disse Chen Bei, vice-secretário-geral do governo municipal de Pequim, em uma coletiva de imprensa na terça-feira (3).

    Observa-se que as autoridades chinesas não podem proibir os cidadãos de regressar à sua terra natal, mas podem aconselhar a não viajar, comentam a publicação, adicionando que já aqueles que ainda se atrevem a voltar à China terão de enfrentar restrições.

    Presidente chinês Xi Jinping inspeciona novo trabalho de prevenção e controle do coronavírus em Pequim, China, 10 de fevereiro de 2020
    © REUTERS / Xinhua
    Presidente chinês Xi Jinping inspeciona novo trabalho de prevenção e controle do coronavírus em Pequim, China, 10 de fevereiro de 2020

    Segundo o jornal, todos os cidadãos chineses ou estrangeiros que entrem em Pequim vindos de países "perigosos" terão de passar 14 dias em casa ou em um hotel especial.

    Tema:
    Coronavírus se espalha pelo mundo (493)

    Mais:

    Especialistas revelam quem tem menos chances de pegar coronavírus
    Coronavírus: número de casos em todo o mundo chega a quase 91 mil pessoas
    AIDS, gripe aviária e pragas: quão mortal é coronavírus comparado a pandemias históricas?
    Tags:
    Global Times, COVID-19, guerra, China, coronavírus chinês, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar