15:37 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    Manifestantes se reuniram em uma das principais praças de Bishkek, a Ala-Too, para apoiar um legislador da oposição que foi preso em 2018, com pena de dez anos, por acusações de sequestro.

    A polícia da capital quirguiz usou granadas de choque e fumaça e canhões de água para dispersar o protesto, prendendo aqueles que se recusaram a deixar o local. Parte da movimentação foi captada em vídeo por um correspondente da Sputnik Quirguistão que acompanhou a manifestação. 

    A polícia começou a avançar em direção ao comício na praça Al-Too. Recordamos que o protesto é organizado pelos apoiantes da político de oposição de Sadyr Zhaparov, condenado por ter feito reféns.

    Segundo testemunhas oculares, alguns manifestantes decidiram atirar pedras nos policiais quando começaram a correr da praça, em meio a sugestões para que eles avançassem em direção ao palácio presidencial.

    A praça Ala-Too de Bishkek foi palco de duas revoltas, que levaram à queda dos presidentes do país em 2005 e 2010.

    Mais:

    Forças israelenses usam gás, balas de borracha e bombas de som contra palestinos
    Polícia grega usa gás lacrimogêneo contra migrantes na ilha de Lesbos
    Quirguistão elege novo primeiro-ministro
    Tags:
    polícia, Bishkek, manifestação, protestos, Ásia Central, Quirguistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar