05:50 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    260
    Nos siga no

    Um grupo de médicos na China revelou que algumas pessoas infectadas com COVID-19, causada pelo novo coronavírus, mas que não apresentam sintomas da doença, podem infectar outras, segundo estudo.

    Uma equipe médica do Hospital Popular da Universidade de Zhengzhou, em Henan, na China, analisou o caso de uma mulher de 20 anos de Wuhan (local do epicentro do surto) que viajou para a cidade chinesa de Anyang no dia 10 de janeiro para visitar parentes e, apesar de não ter sintomas do coronavírus, transmitiu a doença para cinco pessoas, informou a Reuters.

    Quando os parentes começaram a ficar doentes, os médicos isolaram a mulher e a testaram para o coronavírus. Inicialmente, a jovem deu negativo para o vírus, mas um teste de acompanhamento foi positivo.

    Segundo a mídia, os cinco parentes desenvolveram pneumonia COVID-19, mas a partir de 11 de fevereiro a mulher ainda não havia desenvolvido nenhum sintoma.

    Desafios da doença

    Os autores da pesquisa dizem que, se forem relatados novos casos, "a prevenção da infecção pelo COVID-19 pode ser um desafio".

    "As questões-chave agora são a frequência com que este tipo de transmissão ocorre e quando, durante o período assintomático, uma pessoa [infectada] testa positivo para o vírus", disse William Schaffner, especialista em doenças infecciosas do Centro Médico da Universidade de Vanderbilt (EUA).

    O estudo do caso foi publicado na sexta-feira (21) na Revista da Associação Médica Americana.

    Trabalhadores protegidos desinfectam complexo comercial, após surto do novo coronavírus no país, Pequim, China, 13 de fevereiro de 2020
    © REUTERS / China Daily
    Trabalhadores protegidos desinfectam complexo comercial, após surto do novo coronavírus no país, Pequim, China, 13 de fevereiro de 2020

    O vírus foi detectado pela primeira vez na cidade de Wuhan, na província chinesa de Hubei, no final de dezembro do ano passado. Desde então, a doença se espalhou para mais de 25 países, infectando mais de 77,6 mil pessoas pelo mundo e deixando mais de 2.360 mortos.

    Mais:

    Novo front do coronavírus: casos na Coreia do Sul chegam a 346
    Muito cuidado neste Carnaval: coronavírus pode se espalhar, diz especialista
    Alguns pacientes 'recuperados' de coronavírus poderiam ser contagiosos, adverte especialista chinês
    Tags:
    pandemia, transmissão, doença, China, vírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar