20:51 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    A Coreia do Sul registrou 142 novos casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, fazendo o número de infectados subir para 346, aumentando a preocupação de um surto da doença no país. 

    Segundo os Centros Sul-Coreanos para Controle e Prevenção de Doenças (KCDC), 103 casos de COVID-19 foram reportados na província de Gyeongsang do Norte, 28 na cidade de Daegu e 11 em outras partes do país. 

    O aumento de casos representa um crescimento de 69%. A maioria das pessoas infectadas está em um hospital no condado de Cheongdo, relativamente próximo a Daegu. 

    Até o momento, duas pessoas morreram na Coreia do Sul pelo novo coronavírus.

    Os casos no país não estariam conectados com indivíduos que tiveram contatos com chineses. Situação semelhante do Irã, onde quatro pessoas morreram devido ao novo coronavírus. 

    O vírus foi detectado pela primeira vez na cidade de Wuhan, na província chinesa de Hubei, no final de dezembro do ano passado. 

    Desde então, a doença se espalhou para mais de 25 países. O novo coronavírus infectou mais de 77 mil pessoas pelo mundo e deixou mais de 2.200 mortos, a maioria na China.

    'Precisamos agir'

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que grupos de pessoas infectadas não diretamente ligados a viagens, como os da Coreia do Sul e Irã, sugerem que o tempo pode estar se esgotando para conter o surto. 

    "A janela de oportunidade ainda está lá. Mas nossa janela de oportunidade está se estreitando. Precisamos agir rapidamente antes que feche completamente", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, segundo publicado pela agência AP.

    Mais:

    Número de mortos por conta de novo coronavírus chega a 2.229
    Alguns pacientes 'recuperados' de coronavírus poderiam ser contagiosos, adverte especialista chinês
    Muito cuidado neste Carnaval: coronavírus pode se espalhar, diz especialista
    Tags:
    epidemia, surto, doença, vírus, saúde, Irã, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar