12:21 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11521
    Nos siga no

    A empresa farmacêutica chinesa Zhejiang Hisun Pharmaceutical iniciou a produção neste domingo do primeiro medicamento que poderia ajudar a combater o novo coronavírus, que desde o final de 2019 causou mais de 1.600 mortes no país, anunciou a administração da cidade de Taizhou, leste da China.

    "Em 15 de fevereiro, o medicamento desenvolvido pela Zhejiang Hisun Pharmaceutical recebeu o endosso oficial da Administração Nacional de Alimentos e Medicamentos (FDA, na sigla em inglês) para entrar no mercado", informou a autoridade em comunicado.

    A nota acrescentou que é o primeiro medicamento incluído na lista de medicamentos que pode ser eficaz no tratamento da doença.

    A administração de Taizhou apontou que o medicamento era conhecido anteriormente como Favipiravir ou Avigan.

    No sábado, o diretor do Centro Nacional de Biotecnologia da China, Zhang Xinmin, disse que alguns medicamentos antivirais, incluindo fosfato de cloroquina, favipiravir e remdesivir, estão passando por testes clínicos contra a pneumomia que o novo coronavírus produz.

    Zhang também declarou que os cientistas chineses usam diferentes tecnologias para acelerar o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus e várias vacinas já estão sendo testadas em animais.

    Mais:

    Número de casos de infecção por coronavírus aumenta para 9 no Reino Unido
    Rússia enviará equipamentos médicos à China para conter coronavírus, diz chanceler russo
    Mais 70 passageiros infectados por coronavírus em navio de cruzeiro no Japão
    Tags:
    tecnologia, pesquisa, doença, vacina, saúde, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar