14:49 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    120
    Nos siga no

    Mais 66 casos são confirmados no navio de cruzeiro Diamond Princess, que está em quarentena no porto de Yokohama, no Japão.

    O cruzeiro Diamond Princess está em quarentena no porto de Yokohama, a sul de Tóquio, desde o dia 3 de fevereiro, após um passageiro que desembarcou em Hong Kong ter sido detectado com coronavírus.

    Cerca de 3.700 pessoas estão a bordo do navio, que tem capacidade para cerca de 2.670 passageiros e 1.100 tripulantes.

    Os novos 66 casos foram confirmados nessa segunda-feira (10), após o Ministério da Saúde do Japão conduzir testes em 336 passageiros.

    O ministro da Saúde, Katsunobu Kato, informou que o governo considera examinar todos os indivíduos a bordo, reportou o Japan Times.

    "Precisamos responder às preocupações e às dúvidas do público", declarou Kato.

    Os passageiros só poderão desembarcar do Diamond Princess após a confirmação clínica de que não são portadores do coronavírus.

    No domingo (9), cinco casos positivos foram confirmados. Os pacientes – de nacionalidades filipina, americana e ucraniana e de idades que variam entre os vinte e setenta anos – não apresentam sintomas graves, informou o ministro.

    Passageira do navio de cruzeiro Princess Diamond com bandeira japonesa, na qual se lê faltam medicamentos, em 7 de fevereiro de 2020
    © REUTERS / Kim Kyung-Hoon
    Passageira do navio de cruzeiro Princess Diamond com bandeira japonesa, na qual se lê "faltam medicamentos", em 7 de fevereiro de 2020

    O número total de infectados no navio Diamond Princess já corresponde a 136. No Japão, já são 166 casos, inclusive de dez cidadãos que foram evacuados da província de Wuhan. 

    Neste domingo (9), passageiros do cruzeiro World Dream, que estava em quarentena em Hong Kong, foram autorizados a deixar a embarcação após testes apresentarem resultados negativos para coronavírus.

    O novo coronavírus já matou 908 pessoas em todo o mundo e infectou cerca de 40.000.

    Mais:

    Coronavírus: usar a máscara realmente nos protege do vírus?
    Cruzeiro macabro: como é a vida no navio em quarentena no Japão
    China destina mais de R$ 44 bilhões para combater a propagação do coronavírus
    Tags:
    quarentena, cruzeiro, China, Japão, Ásia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar