12:44 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    321
    Nos siga no

    A Comissão Municipal de Saúde de Pequim relatou o primeiro caso fatal naquela cidade causado pelo surto do novo coronavírus.

    A vítima é um homem de 50 anos de idade que, em 8 de janeiro, foi à cidade chinesa de Wuhan, onde o novo coronavírus foi detectado pela primeira vez e, em 15 de janeiro, após seu retorno, começou a ter febre.

    Em 21 de janeiro, o homem foi ao hospital onde o diagnóstico foi confirmado no dia seguinte. Nesta segunda-feira, o paciente morreu após sofrer várias complicações de saúde.

    Foi revelado que, antes de sua morte, o homem começou a sofrer insuficiência respiratória.

    Ao longo do dia, ao menos 80 contágios foram confirmados em Pequim.

    Operários limpam caminho durante a construção do novo hospital para tratar pacientes infectados pelo novo tipo de coronavírus, nos arredores da cidade de Wuhan, China, 24 de janeiro de 2020
    © REUTERS / Stringer
    Operários limpam caminho durante a construção do novo hospital para tratar pacientes infectados pelo novo tipo de coronavírus, nos arredores da cidade de Wuhan, China, 24 de janeiro de 2020

    Em geral, desde que uma nova cepa de coronavírus foi detectada em Wuhan em dezembro de 2019, 81 mortes e 2.835 casos de pneumonia causada pela doença foram confirmados na China continental, enquanto já existem casos isolados em uma dúzia países dos quatro continentes.

    Para conter o surto, as autoridades da China colocaram em quarentena vastas áreas com dezenas de milhões de habitantes, cancelaram as celebrações lunares do Ano Novo, suspenderam eventos esportivos até abril e proibiram a venda de animais selvagens, enquanto novos hospitais estão sendo construídos em Wuhan com urgência.

    Os sintomas da doença, que pode ser transmitida de pessoa para pessoa, são semelhantes aos de um resfriado e podem incluir febre, tosse e dispneia (falta de ar).

    Nos casos mais graves, a infecção pode levar a pneumonia, insuficiência renal e até morte.

    Mais:

    Coronavírus: prefeito de Wuhan diz que mais de 5 milhões de pessoas deixaram a cidade
    Futuros de ações dos EUA caem no comércio asiático devido a surto de coronavírus
    Ministério da Saúde diz que paciente em Niterói não está com coronavírus
    Tags:
    febre, epidemia, surto, saúde, Pequim, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar