15:23 27 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    8136
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores da China afirmou que está acompanhando de perto um navio da Marinha dos EUA que navegou através do estreito de Taiwan depois do acordo comercial entre os dois países.

    O MRE chinês solicitou à Washington que respeite a política "uma China" para não comprometer as relações entre ambos os países, bem como a estabilidade da região.

    Nesta quinta-feira (16), o Ministério da Defesa Nacional de Taiwan anunciou que a Marinha dos EUA navegou através do estreito. A Sétima Frota dos EUA, posteriormente, confirmou a informação, descrevendo como um movimento "rotineiro" do USS Shiloh.

    "A passagem do navio através do estreito de Taiwan demonstra o compromisso dos EUA com um Indo-Pacífico livre e aberto. A Marinha dos EUA continuará a voar, navegar e operar em qualquer lugar permitido pela lei internacional", afirmou o tenente Joe Keiley, porta-voz da frota.

    Embora a China considere Taiwan seu território e que tenha direito de reuni-lo ao continente, os EUA não reconhecem a reivindicação de Pequim e consideram o estreito águas internacionais neutras.

    O episódio ocorreu dias depois de os EUA e a China assinarem a 1ª Fase do Acordo Comercial, visto como um grande passo para encerrar a guerra comercial entre as duas potências econômicas.

    Mais:

    EUA e China não têm acordo para futuras reduções de tarifas
    Novo coronavírus registrado na China se transmite por via oral e aérea
    Matar dois pássaros com uma pedra: China investe no México contornando protecionismo americano
    Tags:
    Taiwan, China, navio, Marinha, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar