05:45 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    351
    Nos siga no

    O astronauta italiano Luca Parmitano, que está a bordo da Estação Espacial Internacional, informou que a tripulação da estação nunca viu incêndios de dimensões tão horríveis como os que ocorrem atualmente na Austrália.

    Luca Parmitano, um dos astronautas que agora trabalham na Estação Espacial Internacional (EEI), divulgou no seu Twitter fotos dos horríveis incêndios florestais na Austrália.

    "Falando com os meus companheiros de tripulação, percebemos que nenhum de nós viu incêndios de dimensões tão horríveis", escreveu ele no seu Twitter.

    Uma enorme nuvem de cinza cobre a Austrália quando voamos em direção ao pôr do sol.

    Na segunda-feira (13), Parmitano também publicou fotos dos incêndios na Austrália feitas a bordo da EEI.

    Atualmente, na EEI trabalham os russos Aleksander Skvortsov e Oleg Scripochka, os norte-americanos Christina Koch, Andrew Morgan e Jessica Meir e o italiano Luca Parmitano.

    Em resultado dos incêndios florestais na Austrália, milhões de hectares da terra já se perderam, morreram 17 pessoas, milhares de casas foram destruídas. Segundo avaliação da Universidade de Sydney, morreu mais de um bilhão de animais. Em alguns lugares, os incêndios são tão fortes e a fumaça é tão espessa que não é possível os apagar mesmo usando aviões.

    Mais:

    Serpente é resgatada depois de ser avistada por criança na Austrália (VÍDEO)
    Fumaça dos incêndios da Austrália chega à América do Sul e pode atingir Brasil (VÍDEOS)
    Lewis Hamilton, campeão da F1, doa US$ 500 mil para combate de incêndios na Austrália
    Tags:
    Estação Espacial Internacional, Espaço, Austrália, incêndios florestais, incêndio florestal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar