16:13 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    14440
    Nos siga no

    Duterte proibiu a entrada de dois legisladores norte-americanos como resposta a uma medida semelhante adotada em uma emenda do orçamento dos EUA para 2020.

    Rodrigo Duterte proibiu na sexta-feira (27) a entrada de dois legisladores norte-americanos depois que estes apresentaram uma emenda no orçamento norte-americano, já assinado por Trump, que impede o ingresso nos EUA de filipinos envolvidos na detenção da senadora filipina Leila de Lima, segundo a agência Reuters.

    Duterte também poderá aplicar um sistema de vistos mais rigoroso a todos os norte-americanos caso os filipinos tenham efetivamente sua entrada bloqueada nos EUA, relatou Salvador Panelo, porta-voz presidencial das Filipinas, em uma coletiva de imprensa.

    "Não vamos ficar parados se eles continuarem a interferir em nossos processos como Estado soberano", afirmou o porta-voz.

    Leila de Lima, crítica de Duterte, liderou uma investigação sobre assassinatos em massa durante a guerra das drogas nas Filipinas, iniciada em 2016, e está sob custódia desde 2017, acusada de aceitar subornos de traficantes de drogas.

    A guerra das drogas iniciada pelo líder filipino já deixou mais de 12 mil pessoas mortas segundo vários relatórios, agências noticiosas e grupos de direitos humanos. A comunidade mundial tem criticado fortemente os métodos empregados por Duterte para atingir seu objetivo.

    Mais:

    'Atirem, mas não matem': Duterte pede 'ajuda' dos filipinos contra funcionários corruptos
    Maria Batistela e demais candidatas a Miss Terra 2019 em prol do meio ambiente nas Filipinas
    Filipinas estão próximas de comprar mísseis BrahMos da Índia
    Tags:
    EUA, Filipinas, Rodrigo Duterte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar