17:40 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    A China reduzirá as tarifas de importação de mais de 850 itens a partir de 1º de janeiro, informou o comitê de tarifas do Conselho de Estado chinês.

    As novas taxas serão aplicadas principalmente a alimentos, incluindo carne de porco e abacate congelado, bem como a medicamentos, segundo a nota emitida pela entidade.

    "Para facilitar uma expansão ativa das importações, promover o potencial de importação e otimizar sua estrutura, a partir de 1º de janeiro de 2020 China adotará tarifas provisórias em mais de 850 itens que serão inferiores às tarifas aplicadas às nações mais favorecidas", informou o comunicado.

    A medida afeta em particular peixes e marisco congelado, queijo, nozes, alguns tipos de produtos de madeira e papel, entre outros itens.

    Quanto aos medicamentos, as taxas zero serão aplicadas aos medicamentos utilizados no tratamento da asma, bem como aos componentes dos medicamentos antidiabéticos.

    Na seção tecnológica, serão introduzidas taxas especiais ou reduzidas em ferronióbio, circuitos integrados, matérias-primas para filmes ou componentes de caixas de câmbio automáticas.

    Tags:
    tarifas, comércio, importação, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar