17:36 20 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    310
    Nos siga no

    Uma petição online contra a demolição de dois edifícios que sobreviveram ao bombardeio atômico da cidade japonesa de Hiroshima em 1945 foi assinada por cerca de 15.000 habitantes locais.

    Um comitê da Prefeitura de Hiroshima anunciou no início de dezembro que duas das três propriedades do antigo Depósito de Roupas do Exército de Hiroshima serão demolidas até 2022 por não resistirem a terremotos.

    Construídos em 1913, os edifícios eram usados para fazer uniformes militares japoneses, mas não estão atualmente em uso.

    Segundo os peticionários, os imóveis devem permanecer intactos como um lembrete dos perigos associados às armas nucleares.

    ​Dois edifícios que sobreviveram à bomba atômica em Hiroshima serão demolidos apesar da oposição

    No entanto, após uma inspeção realizada há dois anos, os funcionários do governo advertiram que os edifícios não seriam capazes de sobreviver a um dos fortes terremotos que são comuns na região.

    "Não tivemos escolha para não tomar nenhuma medida, pois um colapso poderia ferir moradores do bairro", disse um funcionário, segundo a AFP.

    O reforço dos três edifícios custaria no total cerca de US$ 77 milhões (R$ 312 milhões). As autoridades propuseram reforçar um dos imóveis e demolir os outros dois, o que custaria entre US$ 13 e 18 milhões (R$ 52 e 73 milhões). Apesar da proposta do governo, os moradores locais ainda insistem que nenhuma das propriedades deva ser demolida.

    Significado histórico

    "Considerando o significado histórico de contar a tragédia para a geração futura, não podemos [de] forma alguma aceitar a demolição", disse Iwao Nakanishi, de 89 anos, que é um dos sobreviventes do ataque à bomba atômica, ao jornal japonês Mainichi.

    "Nós nos opomos fortemente a isso", acrescentou ele, observando também que os edifícios poderiam ser usados para defender a abolição das armas nucleares.

    Em 6 de agosto de 1945, um bombardeiro americano lançou uma bomba atômica de 20 quilotons sobre Hiroshima, que devastou a maior parte da cidade japonesa e matou pelo menos 140 mil pessoas.

    Hiroshima depois da bomba atômica (imagem referencial)
    © flickr.com / Maarten Heerlien
    Hiroshima depois da bomba atômica (imagem referencial)

    Poucos dias depois, outra bomba, de 21 quilotons, foi lançada na cidade portuária de Nagasaki, matando aproximadamente 70 mil pessoas e deixando milhares de feridos. Logo após aos bombardeios, o governo japonês se rendeu aos Estados Unidos e seus aliados, pondo fim à Segunda Guerra Mundial.

    Mais:

    Confira vestígios de explosão nuclear que até hoje existem em Hiroshima (FOTO)
    Especialista desvenda mitos sobre bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki pelos EUA
    Sobrevivente da limpeza atômica: cúpula de testes nucleares dos EUA esconde segredo (FOTOS)
    Tags:
    Japão, bomba atômica, Nagasaki, Hiroshima
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar