09:36 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10300
    Nos siga no

    Ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, pediu para que diplomatas norte-americanos "se acalmem" e adotem uma abordagem "racional" na diplomacia com Pequim, em meio a tentativas de resolver a crise comercial presente entre as duas nações.

    Chanceler chinês apontou, em um evento realizado em Pequim nesta sexta-feira (13), que as políticas adotadas pelos EUA só serviram para "danificar confiança arduamente conquistada" e para "difamar" a China, solicitando que Washington "corrija a sua visão de mundo".

    Ainda a serem tratados, "sérios problemas" continuam desafiando as relações entre os EUA e a China, afirmou Wang Yi, que acrescentou que a visão norte-americana em relação à China e ao mundo inteiro tem sido "inapropriada".

    Deputados e senadores norte-americanos têm aprovado uma série de resoluções nos últimos meses contra a China, inclusive a lei dos "direitos humanos e democracia" em Hong Kong, bem como um projeto de lei condenador de alegadas violações dos direitos na província chinesa de Xinjiang e ameaçador de impor sanções contra Pequim.

    Por sua vez, as autoridades chinesas responderam duramente a ambos os atos, criticando-os como tentativas de interferência nos assuntos internos da China.

    A disputa comercial entre as duas maiores economias do mundo tem impactado negativamente o crescimento econômico global.

    Mais:

    China: declarações do Pentágono provam que EUA desenvolveram mísseis antes de sair do INF
    Até quando vai durar a guerra comercial entre EUA e China? Banqueiro avalia
    Tags:
    sanções, Donald Trump, Wang Yi, guerra comercial, relações bilaterais, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar