13:18 14 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    A então ministra da Defesa da Austrália, Marise Payne, durante visita à Washington em 27 de setembro de 2017.

    Austrália acusa China de manter cidadão australiano em condição 'inaceitável'

    © CC BY 2.0 / James N. Mattis
    Ásia e Oceania
    URL curta
    261
    Nos siga no

    A ex-ministra da Defesa e atual chanceler da Austrália, Marise Payne, disse neste domingo (1º) que um escritor australiano nascido na China está sendo mantido por Pequim em condições "inaceitáveis".

    Segundo publicado pela agência de notícias Reuters, a chanceler acusou os chineses de realizarem interrogatórios diários contra o cidadão australiano, inclusive enquanto ele é mantido acorrentado.

    Yang Hengjun, ex-diplomata que virou jornalista e blogueiro, está preso desde agosto por suspeita de espionagem. A prisão ocorreu sete meses depois de ele ter sido originalmente detido na cidade chinesa de Guangzhou.

    A espionagem é passível de punição com pena de morte na China. Segundo a Reuters, Pequim teria dito à Austrália para não interferir.

    "Suas circunstâncias de detenção incluem aumento do isolamento do mundo exterior, com restrições às comunicações com familiares e amigos, e a retomada dos interrogatórios diários, inclusive quando acorrentado", disse Payne em comunicado por e-mail, acrescentando que a situação é "inaceitável", segundo a agência.

    Mais:

    Ex-agente da CIA pode ser sentenciado à prisão perpétua por espiar a favor da China
    Ex-político japonês é condenado a prisão perpétua na China
    Venda de submarinos dos EUA à Austrália não deve tirar o sono de Rússia e China, diz analista
    Queda de caça da Boeing causará prejuízo de US$ 85 milhões à Austrália
    Tags:
    Marise Payne, Austrália, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar