11:01 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-um, em um programa de notícias na televisão transmitido na Coreia do Sul

    Navios da Coreia do Norte teriam contrabandeado carvão para o Japão mais de 100 vezes em 2 anos

    © AP Photo / Ahn Young-joon
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11160
    Nos siga no

    Embarcações da Coreia do Norte teriam desembarcado em portos do Japão com carregamentos ilegais de carvão mais de 100 vezes nos últimos dois anos, contornando sanções impostas pela ONU.

    A informação foi publicada neste domingo (20) pela agência de notícias Kyodo. As fontes para a investigação foram dados de empresas de rastreio de rotas marítimas e a Guarda Costeira do Japão.

    Ainda de acordo com a publicação, os navios norte-coreanos, na maior parte das vezes disfarçados com bandeiras do Panamá, também entraram em portos na Rússia e na China e conseguiram despistar as autoridades locais.

    Em 2017, o Conselho de Segurança da ONU adotou a Resolução 2371, que proibiu Pyongyang de fornecer, vender ou transferir carvão, ferro, minério de ferro, frutos do mar, chumbo e minério de chumbo para outros países.

    A resolução foi adotada pelos cinco membros permanentes e quinze não permanentes do Conselho de Segurança em resposta aos testes nucleares da Coreia do Norte naquele ano.

    Além desta medida, a ONU editou outras cinco resoluções anteriores para desencorajar Pyongyang de continuar desenvolvendo seu programa nuclear e realizando novos testes balísticos.

    Mais:

    Coreia do Norte constata fracasso das negociações nucleares com EUA
    EUA classificam negociações com Coreia do Norte em Estocolmo de produtivas
    Novo míssil balístico da Coreia do Norte 'é muito difícil de abater', segundo especialista
    Coreia do Norte alerta contra reunião do Conselho de Segurança da ONU após testes de mísseis
    Tags:
    carvão, comércio, Japão, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar