21:38 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Nesta foto sem data que foi divulgada pela Agência Central de Notícias da Coreia do Norte em Pyongyang no dia 7 de Março de 2017, o líder da Coreia do Norte Kim Jong-un supervisou o lançamento de mísseis balísticos das unidades da artilharia de Hwasong das Forças Estratégicas do Exercito Popular da Coreia

    Mísseis lançados pela Coreia do Norte caem próximo ao Japão, informam autoridades

    © REUTERS / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    3122
    Nos siga no

    A Coreia do Norte parece ter lançado vários mísseis nas primeiras horas desta quarta-feira (horário local), anunciaram as autoridades japonesas, após o acordo de Pyongyang com Washington para manter conversações no final deste mês.

    "Míssil possivelmente lançado da Coreia do Norte. Os navios devem prestar atenção a mais informações e manter-se limpos ao reconhecer objetos em queda", informou a Guarda Costeira do Japão em comunicado na manhã desta quarta-feira.

    O secretário de gabinete do Japão, Yoshihide Suga, disse nesta quarta-feira pela manhã que um dos mísseis disparados da Coreia do Norte caiu a leste da província de Shimane, na Zona Econômica Exclusiva do Japão.

    "Um disparo ocorreu por volta das 7:17 (hora local), fora da zona econômica exclusiva da Coreia do Norte, e um disparo às 7:27 da costa leste da Província de Shimane, no Japão. É provável que tenha caído na área exclusiva. Neste momento, não há relatos de danos a aeronaves ou navios que navegam nas proximidades", comentou Suga, conforme citado pela emissora NHK do Japão na quarta-feira.

    Navios japoneses
    © AFP 2019 / KAZUHIRO NOGI / AFP
    Navios japoneses

    O governo japonês declarou nesta quarta-feira, como citado pelo jornal The Japan Times, que a Coreia do Norte disparou três mísseis que aterrissaram na Zona Econômica Exclusiva do Japão (ZEE) e outro míssil que se aproximou da área.

    De acordo com as Forças Armadas da Coreia do Sul, vários projéteis foram lançados pela Coreia do Norte nesta quarta-feira, a partir de uma área na cidade costeira de Wonsan.

    "Nossos militares estão monitorando a situação em caso de lançamentos adicionais e mantendo uma postura de prontidão", ponderou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul, conforme citado pela agência de notícias sul-coreana Yonhap nesta quarta-feira.

    Na terça-feira, o primeiro vice-ministro de Relações Exteriores da Coreia do Sul, Choe Son-hui, disse que Pyongyang e Washington concordaram em retomar as negociações em 5 de outubro.

    O presidente sul-coreano Moon Jae-in pontuou na segunda-feira que a Coreia do Norte e os Estados Unidos estão se preparando para relançar as negociações de desnuclearização e possivelmente realizarão outra cúpula, após o colapso das negociações no início deste ano, em meio a testes de mísseis realizados por Pyongyang.

    Mais:

    Coreia do Sul apresenta caças F-35A norte-americanos pela 1ª vez (FOTO)
    Caça da Coreia do Sul patrulha ilhas disputadas com Japão
    Tags:
    diplomacia, ataque, segurança, Defesa, teste de mísseis, Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar