08:42 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Segundo presidente do Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo da China, certos países estariam tentando minar a relação entre Pequim e Moscou

    China e Rússia devem se unir contra interferência externa, diz chefe do Legislativo chinês

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5190
    Nos siga no

    Rússia e China devem se unir para defender seus interesses nacionais contra o protecionismo, disse Li Zhanshu, presidente do Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo da China.

    A declaração foi proferida nesta quinta-feira (26), durante a 5ª sessão do Comissão Interparlamentar de Cooperação entre as legislaturas dos dois países em Moscou.

    "É necessário manter-se unido contra o protecionismo e a interferência externa, proteger conjuntamente os interesses nacionais. Nestas circunstâncias complicadas, precisamos fortalecer os esforços para superar a interferência externa e tentar impedir as tentativas de barrar o desenvolvimento da Rússia e da China", disse Li.

    Zhanshu acrescentou que certos países estão tentando usar organizações não-governamentais e não-comerciais para minar o relacionamento entre a Rússia e a China e pediu o fortalecimento da cooperação em assuntos internacionais e regionais.

    Atualmente, a China está envolvida em uma guerra comercial com os Estados Unidos, que acusa Pequim de práticas comerciais desleais.

    Desde junho do ano passado, China e EUA impõem tarifa de importação mutuamente, ao mesmo tempo em mantêm negociações comerciais sobre as mesmas tarifas.

    Mais:

    Rússia e China criarão frota de satélites que darão Internet rápida à Terra
    China diz que EUA devem parar de fazer 'declarações irresponsáveis' sobre Hong Kong
    Trump diz que China é 'uma espécie de ameaça global'
    Irã anuncia exercícios navais com Rússia e China
    Tags:
    Li Zhanshu, Rússia, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar