21:01 08 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Logo da empresa Huawei (imagem referencial)

    Enfrentando restrições dos EUA, Huawei emerge como forte competidora tecnológica

    © AP Photo / Mark Schiefelbein
    Ásia e Oceania
    URL curta
    8420
    Nos siga no

    Muito antes de ser colocada na mira dos Estados Unidos, a fabricante chinesa de equipamentos de telecomunicações Huawei já estava investindo pesado para substituir sua dependência de produtos estadunidenses.

    O fundador da Huawei diz que, em vez de prejudicar a empresa, as restrições à exportação estão tornando-a uma concorrente mais forte, forçando os gerentes a concentrar os recursos em seus produtos mais importantes.

    Pouco conhecida pela população dos EUA, a Huawei Technologies é a segunda maior fabricante mundial de smartphones. É também a maior fabricante de equipamentos de comutação para redes telefônicas. Seu equipamento é usado por 45 das 50 maiores operadoras de telefonia do mundo.

    A Huawei é pioneira no campo emergente de telecomunicações de próxima geração, ou 5G, que trará internet mais rápida e suportará carros autônomos e outras aplicações futuristas. Isso alimenta as preocupações de segurança ocidentais e torna o 5G politicamente sensível. 

    Os Estados Unidos defendem que seus aliados não devem utilizar produtos da gigante chinesa sob alegações de segurança.

    Mais:

    Huawei revela sistema operacional para celulares que pode substituir Android
    Huawei considera investir em fábrica no Brasil
    Huawei lança processador de inteligência artificial mais potente do mundo
    China critica EUA por 'abusar do conceito de segurança nacional' em cruzada contra Huawei
    Sanções aceleram crescimento da Huawei e custarão caro aos gigantes tecnológicos dos EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar