12:36 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Confrontos durante protestos em Hong Kong

    Governo de Hong Kong diz que manifestantes 'ultrapassaram os limites de uma sociedade civilizada'

    © AP Photo /
    Ásia e Oceania
    URL curta
    8121

    O governo de Hong Kong criticou nesta quarta-feira (13) as recentes ações de manifestantes no Aeroporto Internacional local, que resultaram em violência e ataques à polícia.

    "O governo condena severamente esses atos violentos, que são ultrajantes e ultrapassaram os limites de uma sociedade civilizada. A polícia tomará medidas implacáveis ​​para levar as pessoas envolvidas à justiça", disse o comunicado.

    O governo lembrou que um grande número de manifestantes estava se reunindo no aeroporto, paralisando as operações do local e causando o cancelamento de voos.

    "À noite, alguns manifestantes violentos ficaram ainda piores quando cercaram e agrediram um turista e um repórter, bem como impediram uma equipe de ambulância de levar o turista ao hospital", também afirmou o comunicado governamental.

    Os protestos no centro financeiro começaram há mais de dois meses após a legislatura local abrir debates sobre um projeto de lei que permitiria a extradição para a China continental.  A chefe do governo local, Carrie Lam, declarou que o projeto está "morto"

    As manifestações agora pedem o direito ao voto universal e proteção legal contra processos.

    Mais:

    Em Hong Kong, manifestantes usam coquetéis molotov contra a polícia
    Polícia de Hong Kong volta a reprimir manifestantes com gás
    Hong Kong vive pior crise dos últimos 22 anos, diz ministro chinês
    Trump diz ter informações da inteligência que China está movendo tropas para fronteira de Hong Kong
    Polícia de Hong Kong usa spray de pimenta contra protesto em aeroporto
    Tags:
    Hong Kong
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar