19:36 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    843
    Nos siga no

    A mídia oficial da China deve pôr fim à emissão de relatórios perigosos sobre um diplomata norte-americano em Hong Kong, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus, em um comunicado.

    "Relatórios oficiais da mídia chinesa sobre nosso diplomata em Hong Kong passaram de irresponsáveis a perigosos. Isso deve parar. As autoridades chinesas sabem muito bem, nossos funcionários consulares estão apenas fazendo o seu trabalho, assim como diplomatas de todos os outros países", disse Ortagus nesta sexta-feira (9).

    Na quinta-feira (8), Ortagus disse a repórteres que a China estava agindo como um governo "agressivo" por divulgar informações pessoais de um diplomata norte-americano que se reuniu com líderes pró-democracia em Hong Kong.

    Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da China pediu que o escritório diplomático dos EUA pare imediatamente de se reunir com manifestantes anti-China e pare de interferir nos assuntos de Hong Kong.

    Mais:

    China desestabiliza o Indo-Pacífico com comportamento 'agressivo', diz secretário de Defesa dos EUA
    Polícia de Hong Kong detém manifestantes por protesto não autorizado
    Aeroporto de Hong Kong cancela mais de 100 voos em função dos protestos
    Polícia de Hong Kong volta a reprimir manifestantes com gás
    Hong Kong vive pior crise dos últimos 22 anos, diz ministro chinês
    Tags:
    Hong Kong, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar