12:29 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Polícia dispersa manifestantes em Hong Kong

    Hong Kong vive pior crise dos últimos 22 anos, diz ministro chinês

    © REUTERS / Edgar Su
    Ásia e Oceania
    URL curta
    432

    Hong Kong enfrenta sua maior crise desde que retornou do controle britânico para o chinês, em 1997, disse nesta quarta-feira o chefe do escritório chinês de assuntos de Hong Kong e Macau, citado pela agência Reuters, durante uma reunião na cidade de Shenzhen, no sul da China.

    Zhang Xiaoming, um dos principais responsáveis chineses pelas questões envolvendo o território semiautônomo, estava realizando um fórum que incluía delegados de Hong Kong no parlamento da China, o Congresso Nacional do Povo e o principal órgão consultivo da China, a CCPPC, para discutir a recente crise política na região, escreveu a Reuters.

    Há meses, Hong Kong vem enfrentando grandes protestos contra o governo regional, desencadeados pela adoção de um polêmico projeto de lei, agora suspenso, que permitiria a extradição de cidadãos locais para a China continental. 

    ​Nos últimos dias, manifestantes e policiais voltaram a se enfrentar em violentos atos contra a atual administração, acirrando ainda mais o clima de tensão na região. Vários ativistas foram presos.

    Mais:

    Protesto em Hong Kong termina em confronto entre policiais e manifestantes
    Hong Kong detém 37 manifestantes durante protesto
    China chama violência durante protestos em Hong Kong de 'obra' dos EUA
    Aeroporto de Hong Kong cancela mais de 100 voos em função dos protestos
    Tags:
    Reuters, Pequim, Macau, manifestação, protestos, China, Hong Kong
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar