04:09 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Lançamento de míssil balístico Minuteman III (foto de arquivo)

    China pode tomar 'contramedidas' em possível implantação de mísseis dos EUA na Ásia

    © AP Photo / Foto de arquivo, Força Aérea dos EUA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10171
    Nos siga no

    A China tomará contramedidas caso os EUA prossigam com o plano de instalação de mísseis de médio alcance na Ásia.

    A informação foi transmitida pelo diretor-geral do Departamento de Controle de Armas do Ministério do Exterior, Fu Cong, em Pequim.

    "A China não ficará de braços cruzados e será forçada a tomar contramedidas caso os EUA implantem mísseis terrestres de médio alcance nesta região. Também pedimos aos nossos vizinhos para que tenham prudência e não permitam que os EUA implantem seus mísseis de médio alcance no [seu] território", afirmou Fu Cong, em referência à Austrália, ao Japão e à Coreia do Sul.

    O secretário de Defesa norte-americano, Mark Esper, afirmou ser a favor de implantar mísseis terrestres de médio alcance na Ásia em breve, possivelmente daqui a alguns meses.

    Já a ministra da Defesa australiana afirmou que o país não tenciona ceder bases para a implantação de mísseis norte-americanos.

    Míssil balístico intercontitental Minuteman III é visto na base aérea de Minot, nos EUA (foto de arquivo)
    © AP Photo / Charlie Riedel
    Míssil balístico intercontitental Minuteman III é visto na base aérea de Minot, nos EUA (foto de arquivo)

    Fu Cong também adicionou que a China não tem intenção de integrar um acordo trilateral de controle de armas com os EUA e a Rússia, mas que permaneceria envolvida nas discussões sobre o desarmamento, conforme a agência de notícia AP.

    No dia 2 de agosto passado, os EUA anunciaram a sua saída do Tratado INF, que havia sido assinado pelo então presidente norte-americano, Ronald Reagan, e pelo secretário-geral soviético, Mikhail Gorbachev, em 1987, que estabelecia a eliminação permanente pelos dois países dos seus mísseis balísticos terrestres com alcance entre 500 e 5.500 quilômetros.

    Mais:

    EUA testam míssil balístico intercontinental Minuteman III
    Irã testa com êxito míssil balístico, informa mídia
    Mídia: EUA testarão mísseis desconformes com INF para conter Rússia na Europa em breve
    Tags:
    ministros, contramedidas, Tratado INF, mísseis, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar