09:18 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Lançamento de míssil balístico da Coreia do Norte (imagem referencial)

    Coreia do Norte reforçará defesa contra caças norte-americanos F-35, diz mídia

    © REUTERS / KCNA
    Ásia e Oceania
    URL curta
    7400
    Nos siga no

    A mídia norte-coreana informou que o país pretende desenvolver novos "armamentos especiais" com o único objetivo de combater a instalação de caças F-35 na península coreana.

    O desenvolvimento será uma resposta aos sul-coreanos, que estão aumentando a frota de aeronaves furtivas de sua Força Aérea, com 60 caças F-35 planejados, bem como ao Japão e aos EUA, que estão presentes região da península coreana, cita a KCNA.

    A frota sul-coreana, por exemplo, ficará totalmente sob o comando dos militares norte-americanos em um eventual conflito. Pyongyang notou rapidamente que entende, tanto a presença norte-americana, quanto a aquisição dos F-35 por parte dos sul-coreanos, como uma ação provocativa.

    "Não há dúvidas que a entrega do F-35A […] visa garantir a supremacia militar sobre os países vizinhos na região e especialmente abrir uma 'porta' para invadir o norte […] Nós, por nossa parte, não temos outra escolha a não ser desenvolver e testar armamentos especiais para destruir completamente as armas letais que foram reforçadas na Coreia do Sul", afirma o comunicado norte-coreano.

    Lider norte-coreano observa o lançamento do míssil Hwasong-12, 15 de setembro, 2017
    © REUTERS / KCNA
    Lider norte-coreano observa o lançamento do míssil Hwasong-12, 15 de setembro, 2017

    Sendo assim, é possível que os norte-coreanos melhorem as capacidades de seus sistemas de defesa antiaérea de produção nacional com o objetivo de interceptar aeronaves furtivas. Atualmente, o país conta com uma das defesas antiaéreas mais densas do mundo, com inúmeros sistemas de baixa altitude, complementados por sistemas de alta altitude e longo alcance, informa a Military Watch.

    O desenvolvimento de novas tecnologias, como radares de alerta antecipado, mísseis ar-ar e conjuntos de contramedidas de guerra eletrônica, são algumas das possibilidades que os norte-coreanos poderão utilizar para combater os caças F-35.

    Mais:

    Coreia do Norte ataca os EUA por pedir novas sanções no dia em que Trump pisou no país
    Coreia do Sul vê rastro de OVNI perto do vizinho do Norte e envia caças
    Último erro da Coreia do Norte: será que EUA vão enganar Kim Jong-un com falsa amizade?
    Tags:
    sistema de defesa antiaérea, armas, equipamento militar, tecnologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar