02:52 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Trump se reúne com apoiadores na Pensilvânia.

    Trump está confiante que Kim Jong-un irá 'manter a promessa' apesar de lançamento de mísseis

    © Sputnik/ Katelyn Oaks
    Ásia e Oceania
    URL curta
    821

    Este domingo (26) o presidente norte-americano Donald Trump minimizou a importância dos recentes lançamentos de mísseis realizados por Pyongyang.

    Donald Trump disse no seu Twitter que este teste "incomodou alguns na minha equipe". A declaração se segue um dia após o assessor de Segurança Nacional dos EUA John Bolton ter dito que as ações da Coreia do Norte violam as resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

    O presidente norte-americano, que está de momento em uma visita oficial no Japão, disse na rede social que ele confia que o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un irá manter a promessa que lhe fez.

    "A Coreia do Norte realizou lançamentos de armas de pequeno calibre, o que incomodou alguns na minha equipe, e outros, mas não a mim. Eu tenho confiança que o líder Kim irá manter a promessa dele [...]"

    Neste mês, a Coreia do Norte efetuou múltiplos lançamentos de mísseis balísticos, de um local situado no nordeste do país. Os mísseis voaram na direção ao Japão, tendo percorrido mais de 300 quilômetros antes de caírem no oceano. Muitos países condenaram o lançamento, dizendo que Pyongyang violou as resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

    Os novos lançamentos de mísseis se seguiram às negociações sobre a desnuclearização entre o presidente norte-americano Donald Trump e o líder da Coreia do Norte Kim Jong-un, realizadas em fevereiro passado em Hanói, que terminaram sem acordo.

    Apesar disso, Trump tem expressado confiança de que os dois países conseguirão acordar a desnuclearização, mesmo frente aos novos testes realizados por Pyongyang.

    Mais:

    Fome na Coreia do Norte: ambições nucleares ou sanções desmedidas?
    Míssil norte-coreano pode evitar sistema antimíssil, segundo funcionários dos EUA
    Tags:
    míssil balístico, testes balísticos, desnuclearização, Coreia do Norte, EUA, Kim Jong-un, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar