08:00 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Rei da Tailândia Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun e a Rainha Suthida Vajiralongkorn em Bangkok, Tailândia.

    Rei tailandês se casa com ex-general da guarda real, dias antes da cerimônia de coroação

    © AP Photo /
    Ásia e Oceania
    URL curta
    250
    Nos siga no

    O rei tailandês Maha Vajiralongkorn se casou com Suthida Tidjai em uma cerimônia privada. A nova rainha é ex-comandante de sua unidade pessoal de guarda-costas e ascende à realeza apenas três dias antes da coroação do rei, informou o portal The Nation.

    Suthida, de 40 anos, ex-comissária de bordo e oficial da Thai Airways, foi nomeada vice-comandante da guarda doméstica do rei em 2014. A imprensa tailandesa especulou sobre a natureza de seu relacionamento com o monarca desde o divórcio do monarca com sua então esposa, Srirasmi Suwadee, em 2014.

    Suthida tornou-se comandante da Unidade de Operações Especiais da Guarda do Rei e promovida ao posto de general em dezembro de 2016, pouco depois da ascensão de Vajiralongkorn ao trono. O cargo a outorgou a patente real de Than Phu Ying ("Alta Dama").

    Vajiralongkorn assumiu o trono há dois anos, após a morte de seu pai, o rei Bhumibol Adulyadej, que governou a Tailândia de 1946 até sua morte em 2016.

    O rei e sua noiva participarão no sábado de uma generosa cerimônia de coroação orçada em US$ 31 milhões. Cerca de 150 mil pessoas esperadas para assistir à coroação pública na praça de Sanam Luang, em frente ao Grande Palácio, em Bangkok. A cerimônia formal acontece na segunda-feira.

    Vajiralongkorn casou-se e divorciou-se três vezes antes do seu casamento com Suthida. Ele é pai de sete filhos. Acredita-se também que ele seja o monarca mais rico do mundo: a Business Insider estima que a coroa tenha ativos que valem na casa dos US$ 30 bilhões.

    Tags:
    Business Insider, Suthida Tidjai, Bhumibol Adulyadej, Rei Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun, Tailândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar