09:50 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    11230
    Nos siga no

    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, disse ao presidente russo, Vladimir Putin, que os EUA "adotaram uma atitude unilateral de má-fé" durante a cúpula em Hanói, no Vietnã.

    "A situação na Península Coreana e na região está num impasse e chegou a um ponto crítico, no qual pode retornar ao seu estado original, pois os EUA assumiram uma atitude unilateral de má-fé nas recentes negociações, durante a segunda reunião entre EUA e Coreia do Norte", disse Kim em Vladivostok, segundo Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

    Kim Jong-un na estação ferroviária de Khasan
    © Sputnik / Seviço de imprensa da administração da região de Primorie
    Kim está na Rússia para reuniões bilaterais com Vladimir Putin sobre paz e segurança regional. Segundo o líder coreano, tudo depende, em última instância, da atitude futura de Washington, informou a KCNA.

    Hanói foi palco da segunda rodada de negociações entre os EUA e a República Popular Democrática da Coreia visando a desnuclearização da Península Coreana e a normalização das relações diplomáticas entre os dois países. O primeiro encontro, em Cingapura, em junho passado, e restabeleceu o relacionamento entre Pyongyang e Washington.

    Em Hanói, Kim, que suspendeu testes nucleares e de mísseis há mais de um ano e adotou medidas para desmantelar esses programas, tentou negociar a remoção de algumas das sanções de Washington. O seu pedido foi negado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que insistiu na desnuclearização antes a redução de quaisquer sanções.

    Mais:

    Cúpula entre Putin e Kim serviu para 'corrigir erros diplomáticos dos EUA', diz Moscou
    Kim Jong-un deseja que conversações com Putin prossigam de forma frutuosa e construtiva
    Putin considera construtivo encontro pessoal com Kim Jong-un
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar