07:59 20 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    443
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, disse que na cúpula EUA-Coreia do Norte em Hanói, ele não queria abandonar as sanções contra Pyongyang sem um programa de desnuclearização para toda a península coreana.

    "Eles (os norte-coreanos) queriam desnuclearizar certas áreas e eu queria tudo (…) Eu não queria abandonar as sanções a menos que tivéssemos um programa real", disse o presidente americano em entrevista à Fox News.

    Segundo Trump, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, "não estava disposto" a aceitar essas condições.

    "Eles não estão prontos para isso, e eu entendo isso totalmente (…) Eles levaram muito tempo para construí-lo", disse ele.

    A disposição da Coreia do Norte de destruir parte de suas instalações nucleares seria "um excelente começo" para muitos, reconheceu o presidente americano.

    "Mas isso não parece certo para mim", explicou ele.

    Trump ressaltou que as relações entre Washington e Pyongyang são "muito boas", mas nem ele nem Kim estão satisfeitos com os resultados da reunião de Hanói.

    Ele ressaltou que "não era o momento certo" para assinar um acordo.

    No entanto, ele disse, ambas as partes "estão trabalhando por algo".

    Ele reiterou que a única coisa que os EUA aceitariam seria uma desnuclearização completa e verificável da Coreia do Norte, mas ele não descartou que esse tipo de acordo fracassaria.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar