09:31 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, dividem a tela

    Desnuclearização vem aí? Kim Jong-un chega ao Vietnã para segunda cúpula com Trump

    © AP Photo / Ahn Young-joon
    Ásia e Oceania
    URL curta
    331

    O líder norte-coreano Kim Jong-un chegou ao Vietnã nesta terça-feira (hora local) para uma cúpula com o presidente dos EUA, Donald Trump, na qual eles tentarão chegar a um acordo sobre a promessa coreana do país de desistir de seu programa de armas nucleares.

    Trump deve chegar na capital vietnamita, Hanói, na noite desta terça-feira.

    Trump se encontrará com Kim para uma breve conversa cara a cara na quarta-feira à noite, seguido de um jantar social, no qual cada um será acompanhado por dois convidados e intérpretes, disse a porta-voz da Casa Branca Sarah Sanders na aeronave presidencial Air Force One.

    Ela acrescentou que isso seria seguido por mais reuniões entre os dois líderes na quinta-feira.

    As conversas entre os dois líderes vêm oito meses depois de sua histórica cúpula em Singapura, a primeira entre um presidente dos EUA e um líder norte-coreano.

    Embora não exista uma expectativa real de que o segundo encontro traga um acordo final para livrar a Coreia do Norte de armas nucleares que ameaçam os Estados Unidos, há algumas esperanças de que isso possa levar a um acordo de paz que se espera desde o fim da Guerra da Coreia, que durou entre 1950 e 1953.

    Mas os Estados Unidos esperariam um movimento significativo de Kim em direção à desnuclearização em troca.

    Em Singapura, Kim se comprometeu a trabalhar para a desnuclearização completa da península coreana, mas o vago acordo alcançado produziu poucos resultados concretos. Senadores democratas e autoridades de segurança dos EUA alertaram Trump contra o corte de um acordo que faria pouco para conter as ambições nucleares da Coreia do Norte.

    Kim, viajando da capital norte-coreana de trem, chegou à estação na cidade vietnamita de Dong Dang depois de atravessar a fronteira da China, disseram testemunhas à Agência Reuters na estação.

    Oficiais vietnamitas estavam presentes para recebê-lo na estação com um tapete vermelho, incluindo uma guarda de honra e bandeiras norte-coreanas e vietnamitas voando. Kim deixou o trem em Dong Dang e partiu em 170 km (105 milhas) até a capital, Hanói, de carro.

    Kim e Trump também devem manter conversações separadas com líderes vietnamitas.

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, também chegou a Hanói na terça-feira, disse um repórter que viajava com ele.

    Pompeo tem sido o principal enviado de Trump em seus esforços para melhorar os laços com a Coreia do Norte e fez várias viagens a Pyongyang para negociar medidas para acabar com seu programa nuclear.

    'Cúpula tremenda'

    Trump disse aos repórteres que ele e Kim teriam "uma cúpula tremenda". Em um tweet nesta segunda-feira, ele ressaltou os benefícios para a Coreia do Norte se desistir de suas armas nucleares.

    "Com a total desnuclearização, a Coreia do Norte se tornará rapidamente uma potência econômica. Sem ela, apenas mais do mesmo. O presidente Kim tomará uma decisão sábia!" argumentou Trump.

    Em um discurso no domingo à noite, Trump, no entanto, pareceu minimizar qualquer esperança de um grande avanço na cúpula de Hanói, dizendo que ele ficaria feliz enquanto a Coreia do Norte mantivesse sua pausa no teste de armas.

    "Não estou com pressa. Não quero apressar ninguém", afirmou. "Eu só não quero testar. Enquanto não houver testes, estamos felizes".

    A Coreia do Norte realizou seu último teste nuclear em setembro de 2017 e, pela última vez, testou um míssil balístico intercontinental em novembro de 2017.

    Um porta-voz da Coreia do Sul disse a repórteres em Seul na segunda-feira que os dois lados podem concordar com o fim da Guerra da Coreia, que terminou em um armistício e não em um tratado de paz.

    Enquanto um tratado formal de paz pode estar muito distante, os dois lados discutiram a possibilidade de uma declaração política declarando que a guerra acabou.

    "A possibilidade está aí", disse Kim Eui-kyeom, porta-voz da Coreia do Sul.

    Mais:

    Coreia do Norte se orgulha dos novos bondes e não perde chance de mostrá-los (VÍDEO)
    EUA contam com rápido progresso nas negociações com Coreia do Norte
    Trump diz que Obama considerou entrar em guerra com Coreia do Norte
    Tags:
    sanções, guerra da coreia, desnuclearização, armas nucleares, diplomacia, cúpula, Kim Eui-kyeom, Mike Pompeo, Sarah Huckabee Sanders, Kim Jong-un, Donald Trump, Singapura, Estados Unidos, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Vietnã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar