23:02 02 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    7190
    Nos siga no

    O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse no dia 15 de novembro que Pequim já "tem em mãos" o mar do Sul da China, e que os exercícios militares dos EUA de seus aliados são fictícios.

    Os territórios controlados por Pequim, que incluem a maioria das ilhas, recifes e encostas do mar do Sul da China, também são reivindicados por vários Estados da região, como Taiwan, Filipinas, Vietnã, Camboja, Malásia, Indonésia e Brunei.

    Duterte sugeriu que os conflitos relacionados ao mar do Sul da China poderiam ser resolvidos por meio de conversações diretas entre o gigante asiático e os países da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

    Tais negociações devem ser realizadas sem os EUA e seus aliados, que alimentam as tensões através da realização de "liberdade de exercícios de navegação", segundo Duterte.

    Além disso, o líder filipino advertiu Washington contra as disputas com Pequim sobre o mar em questão e ressaltou que a China o controla. "A China já dispõe do mar do Sul da China. Agora, está em suas mãos. Então, por que eles têm que gerar atritos […] que induzirão uma resposta da China? Isso é uma realidade, e os EUA e todos devem perceber que a China está lá", declarou o presidente das Filipinas.

    "Tudo tem sido excelente entre a China e o resto da ASEAN, exceto pelo fato de que há atritos entre as nações ocidentais e a China", disse ele.

    Anteriormente, os líderes dos países da ASEAN adotaram um código de conduta vinculante ao mar do Sul da China, que foi uma medida proposta por Washington.

    O gigante asiático construiu ilhas artificiais no mar, apesar das objeções de Brunei, Malásia, Filipinas, Taiwan e Vietnã. A Austrália, Japão e Estados Unidos pediram à ASEAN e à China que garantam a criação de um código "juridicamente vinculativo" nesta situação.

    Mais:

    Rússia e China estão reforçando laços econômicos 'a um ritmo impressionante'
    Oficiais afirmam que as chances dos EUA perderem guerra contra China ou Rússia são grandes
    EUA alertam contra 'impérios e agressão' no Indo-Pacífico, em alusão à China
    Tags:
    conflito, EUA, China, Rodrigo Duterte, Mar do Sul da China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar