12:44 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Mísseis balísticos Nodong de médio alcance desfilam em Pyongyang, Coreia do Norte, 10 de outubro de 2015

    Desnuclearização demorada? Rússia está preocupada que Pyongyang não destruiu nenhuma ogiva

    © AP Photo / Wong Maye-E
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2148

    A Rússia está preocupada com o fato de a Coreia do Norte ainda não ter destruído nenhuma ogiva nuclear no âmbito do processo de desnuclearização, disse o embaixador da Rússia nos Estados Unidos, Anatoly Antonov.

    O diplomata abordou o assunto da desnuclearização da península coreana ao discursar no Centro de Estudos de Não Proliferação, na Califórnia, EUA, sublinhando que a Rússia apoia as atividades americanas nesta esfera.

    "Ainda não sabemos em quanto tempo poderemos alcançar a desnuclearização da península coreana. Apoiamos os esforços dos EUA nesta direção, estamos prontos a ajudá-los. Porém, preocupa-nos o fato de até hoje ainda não ter sido desmantelada nenhuma ogiva, bem como nenhum míssil", afirmou Antonov.

    Em 12 de junho, Donald Trump e Kim Jong-un realizaram o seu primeiro encontro oficial em Singapura. Após a conclusão das conversações, os dois países assinaram um acordo expressando o compromisso conjunto de trabalharem para a desnuclearização da península coreana.

    Pyongyang desistiu dos testes de mísseis e testes nucleares, entregou aos EUA os três cidadãos estadunidenses detidos, assim como devolveu os restos mortais de soldados americanos que morreram no decorrer da Guerra da Coreia de 1950-1953.

    A parte americana continua insistindo em manter a máxima pressão sobre a Coreia do Norte, incluindo as restrições econômicas conforme as resoluções da ONU até à desnuclearização completa da península.

    Na semana passada, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, encontrou-se em Pyongyang com Kim Jong-un. Os dois acordaram as medidas para a desnuclearização da Coreia do Norte e discutiram uma segunda cúpula entre os EUA e a Coreia do Norte.

    Além disso, o líder norte-coreano já teve três encontros com seu homólogo sul-coreano, Moon Jae-in, que resultaram em uma promessa conjunta de alcançar um tratado de paz.

    Mais:

    'Não posso sair agora': Trump diz que quer se reunir com Kim após novembro
    Presidente sul-coreano elogia 'liderança humilde' de Kim Jong-un
    Tags:
    míssil, ogiva nuclear, desnuclearização, embaixador, Moon Jae-in, Anatoly Antonov, Mike Pompeo, Donald Trump, Kim Jong-un, EUA, Rússia, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik