09:22 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Chanceler norte-coreano Ri Yong-ho

    Coreia do Norte rejeita desarmamento unilateral, diz chanceler norte-coreano

    © AP Photo / Bullit Marquez
    Ásia e Oceania
    URL curta
    15304

    O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong-ho, disse neste sábado (29) na ONU que o país rejeita o desarmamento unilateral devido à falta de confiança nos Estados Unidos.

    O desarmamento passo a passo da Coreia do Norte deve ser gradual e deve ser acompanhado por medidas que construam a confiança, afirmou o chanceler norte-coreano.

    "Nossa posição diz que a desnuclearização da Península Coreana deve ser implementada em combinação com o estabelecimento da paz de acordo com o princípios de passos simultâneos, a começar pelas coisas que nós podemos fazer ao dar prioridade às medidas que construam confiança", afirmou o chanceler durante sua fala na Assembleia Geral da ONU.

    O ministro ainda acrescentou que sanções não irão colocar o país de joelhos, mas que farão com que a falta de confiança nos EUA aumente ainda mais.

    Na quarta-feira (26), o Departamento de Estado dos EUA anunciou que Mike Pompe, secretário de Estado norte-americano, aceitou o convite para visitar Pyongyang no mês que vem. O convite foi feito pelo chanceler norte-coreano em um encontro em Nova York. Pompeo declarou esta semana que a paz na Coreia só era possível através da diplomacia e da desnuclearização.

    No dia 12 de junho o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, tiveram sua primeira reunião bilateral, em Singapura. Após o fim da reunião, os dois países assinaram um acordo bilateral afirmando o compromisso mútuo em direção à desnuclearização da península. No entanto, o acordo não especificou datas ou quando a desnuclearização será realizada.
    Tags:
    desnuclearização, Assembleia Geral da ONU, ONU, Ri Yong-ho, Singapura, Estados Unidos, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik