22:13 13 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Homem tira fotografia do quebra-gelo chinês Xuelong (Dragão de Neve)

    China lança 1º quebra-gelo de fabricação nacional para conquistar o Ártico

    © AFP 2018 / STR
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2100

    O primeiro quebra-gelo de fabricação nacional chinesa para pesquisa polar, foi lançado em Xangai, o Xuelong 2 ou Dragão de Neve 2, marcando um novo avanço do país ao apoio da pesquisa científica nas regiões polares.

    O Xuelong 2 passará por diversos testes no mar antes de operar oficialmente pelas Forças Armadas chinesas. Planeja-se que o navio entre em serviço no segundo semestre de 2019. O primeiro quebra-gelo foi fabricado na Ucrânia na década de 90, já o Xuelong 2 é uma fabricação nacional, conforme artigo do jornal China Daily.

    O Dragão de Neve 2 possui um destacamento de 13.990 toneladas, medindo 122,5 metros de comprimento e 22,3 metros de largura, sendo capaz de alcançar uma velocidade de 27,8 km/h. Além disso, pode realizar expedições de 60 dias de duração e abrigar 90 tripulantes.

    Vale ressaltar que a embarcação conta com equipamentos avançados para estudo oceanográfico e de monitorização que permitirão aos especialistas estudar a cobertura do gelo polar, as condições climáticas e o meio ambiente, sendo que, esses dispositivos ajudarão a explorar os recursos biológicos no fundo do mar.

    O objetivo de construir mais quebra-gelos coincide com a retomada da competição global no Ártico, pois é uma região que se torna ponto do novo "avanço estratégico" chinês, além de outras nações que também anunciaram seus planos de elevar a presença nesta região do planeta e impulsionar a exploração econômica de suas riquezas naturais.

    O principal projetista do navio, Wu Gang, do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Marinho de Xangai, comunicou que os engenheiros chineses já estão trabalhando em um quebra-gelo da próxima geração. Este navio será capaz de romper o gelo de três metros de espessura, operando em temperaturas de 45 graus abaixo de zero.

    Em janeiro, Pequim publicou o documento "Política Ártica chinesa", onde se autoproclamou como "um Estado quase ártico". Assim, as autoridades chinesas incluíram o Ártico na lista de prioridades do megaprojeto Um Cinturão, uma Rota, visando criação de rotas logísticas globais.

    Tags:
    embarcação, quebra-gelo, exploração, navio, Ártico, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik