08:08 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, durante um evento em Pyongyang

    Kim Jong-un confirma planos de visitar a Rússia

    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2221

    Hoje (8), em Pyongyang teve lugar um encontro entre o líder norte-coreano e a presidente do Conselho da Federação (Senado) da Rússia, Valentina Matvienko, que entregou a Kim Jong-un uma carta de Vladimir Putin.

    Segundo relatou Matvienko após realizar a reunião, Kim Jong-un recebeu a carta do presidente russo e confirmou sua disponibilidade de efetuar uma visita oficial à Rússia. Agora, disse ela, através dos canais diplomáticos serão acordados a data e o local do encontro.

    "Ele falou que confirma estar pronto para realizar uma visita oficial à Rússia, que é seu desejo. Disse que não quer adiar, e agora vai começar a negociação da data e local da visita através dos canais diplomáticos. Ele disse: 'Para mim é muito importante o encontro com o presidente russo. Temos que discutir a estratégia e perspectivas da nossa cooperação no plano bilateral e, claro, gostaria de discutir toda uma série de questões importantes e sérias da agenda internacional", disse Matvienko. Além disso, a política sublinhou o grande papel da Rússia na regulação do problema coreano.

    "Ele [Kim Jong-un] frisou que a Rússia desempenha um papel de extrema importância na solução política e diplomática do problema nuclear da península coreana e que nossas abordagens [russas] e as do líder da Coreia do Norte coincidem", adiantou.

    Matvienko relatou ainda aos jornalistas que, segundo a impressão com que ficou no seu encontro, Kim Jong-un "quer a paz e faz para isso todos os possíveis e impossíveis", bem como está disposto a seguir o caminho da "unificação das duas Coreias".

    Mais cedo, na sexta-feira (7), uma delegação da câmara alta do Parlamento russo chegou na capital norte-coreana para participar dos festejos dedicados ao 70º aniversário da fundação da República Popular Democrática da Coreia.

    Mais:

    Rússia veta relatório do Conselho de Segurança da ONU sobre Coreia do Norte
    Japão e Coreia do Norte realizam negociações secretas no Vietnã, não avisando EUA
    Análise: Trump aposta na vulnerabilidade da Coreia do Norte ao atrasar negociações de paz
    Tags:
    negociações, Vladimir Putin, Valentina Matvienko, Kim Jong-un, península coreana, Rússia, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik