16:00 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Militares no polígono nuclear de Punggye-ri, Coreia do Norte

    Coreia do Norte é suspeita de iludir EUA quanto à desnuclearização da península

    © Sputnik / Ilya Pitalev
    Ásia e Oceania
    URL curta
    890

    A Coreia do Norte continua desmantelando o polígono de Sohae, a partir do qual eram lançados os mísseis balísticos intercontinentais, mas não toca nas instalações nucleares, escreve o South China Morning Post.

    Segundo relata o grupo 38North, que monitoriza a atividade nuclear da Coreia do Norte, no campo de lançamento de Sohae a estrutura de aço do estande de testes vertical foi desmantelada e os tanques para combustíveis e oxidantes foram retirados. As paredes da plataforma de lançamento estão sendo gradualmente desmontadas.

    Na Universidade de Yonse de Seul, na Coreia do Sul, observam que as instalações relacionadas aos mísseis balísticos intercontinentais estão entre as primeiras ameaças aos EUA, já que estes podem potencialmente transportar uma ogiva nuclear até o território norte-americano. Neste contexto, o desmantelamento de Sohae é um passo importante que pode significar a desistência de Pyongyang de desenvolver essa tecnologia.

    Ao mesmo tempo, os especialistas salientam que a Coreia do Norte pode manter seu arsenal nuclear para que a posição do país tenha mais peso durante as negociações com os EUA. Em particular, isso é evidenciado pelas fotografias do Centro de Pesquisa Científica Nuclear de Yongbyon captadas em junho. Nota-se que um novo prédio pequeno foi construído no local e que foi modificado o circuito de resfriamento secundário para o reator elétrico de plutônio com potência de 5 megawatts.

    No final de julho foi informado que a Coreia do Norte havia começado a desmantelar o polígono de Sohae. Em maio, Pyongyang anunciou o fechamento do polígono nuclear de Punggye-ri. Ao mesmo tempo, a inteligência dos EUA declarou que o local permanece utilizável.

    Na reunião de cúpula em 12 de junho, o líder norte-coreano Kim Jong-un comunicou ao presidente dos EUA, Donald Trump, sobre os planos para desnuclearizar completamente a península coreana.

    Mais:

    Japão critica Coreia do Sul por enviar navio para ilhas disputadas
    Pyongyang estaria 'frustrada' por demora na assinatura de Tratado de Paz com Coreia do Sul
    Relatos: Coreia do Norte não suspendeu seu programa nuclear e viola sanções da ONU
    Tags:
    arsenal nuclear, desnuclearização, Donald Trump, Kim Jong-un, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik