07:47 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Sistemas de defesa antimísseis S-400 da Rússia (foto do arquivo)

    Novo projeto de lei dos EUA pode ajudar a Índia a comprar armas russas sem ser sancionada

    © Sputnik / Sergey Malgavko
    Ásia e Oceania
    URL curta
    628

    O Congresso dos EUA fechou um acordo que pode permitir que a Índia evite sanções de Washington pelas compras de armas da Rússia, citaram fontes de empresas nesta quinta-feira.

    Segundo o acordo, a Índia receberá uma isenção do presidente Trump se a governo dos EUA certificar que Nova Déli está reduzindo as importações de armas da Rússia e expandindo a colaboração de defesa com Washington.

    O governo indiano se recusou a comentar o projeto, que deve ser sancionado pelo presidente dos EUA, Trump, após uma série de emendas ao documento serem aprovadas por congressistas norte-americanos.

    No início deste mês, o embaixador da Rússia na Índia, Nikolay Kudashev, disse à Sputnik que as sanções dos EUA contra empresas russas não tiveram grande impacto na cooperação entre a indústria de defesa de Moscou e Nova Déli, incluindo negociações sobre o fornecimento dos sistemas de defesa aérea S-400 Triumf para o país asiático.

    A declaração veio depois que a ministra indiana da Defesa, Nirmala Sitharaman, disse que Moscou e Nova Déli haviam chegado à última etapa das negociações sobre a entrega dos sistemas S-400 para a Índia.

    Presidente do Comitê de Serviços Armados dos EUA, William Thornberry, por sua vez, advertiu que a decisão da Índia de comprar os sistemas de mísseis da Rússia poderia custar a Nova Déli acesso a equipamentos militares sofisticados dos EUA, incluindo drones Predator para missões de vigilância e reconhecimento, que poderiam ser usado em operações antiterroristas no Paquistão.

    Em 6 de abril, os Estados Unidos impuseram novas sanções à Rússia, sob a Lei contra os Adversários Contra as Sanções (CAATSA), dos Estados Unidos, contra os supostos esforços globais de desestabilização de Moscou.

    As sanções visaram altos funcionários do governo e legisladores, bem como empresas estatais e privadas, incluindo a russa Rosoboronexport, exportadora de equipamentos militares. Sob a CAATSA, qualquer terceiro que realize transações importantes com uma empresa sancionada é passível de medidas punitivas.

    Tags:
    Lei contra os Adversários Contra as Sanções (CAATSA), S-400 Triumf, Comitê de Serviços Armados do Senado dos EUA, Rosoboronexport, Nikolay Kudashev, William Thornberry, Nirmala Sitharaman, Donald Trump, Nova Déli, Estados Unidos, Índia, Moscou, Washington, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik