21:29 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    O dólar (moeda dos EUA) e a bandeira estadunidense

    China: novas tarifas dos EUA são 'terror psicológico'

    CC0 / Pixabay
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1103

    As ameaças de introduzir tarifas contra a China e outros parceiros comerciais são consideradas pelas autoridades do gigante asiático como "terror psicológico".

    Previamente o Ministério do Comércio da China advertiu que as tarifas dos EUA afetarão as cadeias globais de fornecimento, incluindo empresas estrangeiras no país asiático.

    "Esse terror psicológico no comércio levado a cabo por meio de tarifas alfandegárias não tem nada a ver com a realidade", declarou o porta-voz do ministério, Gao Feng. 

    Nessa conexão, a agência alfandegária chinesa afirmou que Pequim "não baixará a cabeça perante as ameaças e a chantagem, e também será firme na sua resolução quanto à proteção do comércio livre e mecanismos internacionais do comércio global", destacou.

    "A China, junto com toda a comunidade internacional, irá fazer frente ao unilateralismo e ao atrasado protecionismo, ineficaz e fora de moda. Irá exercer todos os esforços possíveis para proteger a estabilidade e constância da área internacional comercial", sublinhou.

    Ao mesmo tempo, a China apelou a todos os países para que tomem medidas decisivas em relação à política comercial dos EUA.

    O presidente norte-americano, Donald Trump, decidiu introduzir em 6 de julho tarifas aduaneiras de US$ 34 bilhões (R$ 132 bilhões) sobre os produtos provenientes da China.

    Em resposta, Pequim já havia afirmado anteriormente que iria tomar medidas de retaliação contra produtos agrícolas e automóveis importados dos EUA.

    Mais:

    China 'põe dedo na ferida' fazendo parcerias com Europa contra protecionismo dos EUA
    China pede colaboração, mas faz alerta os EUA: não cederemos 1 centímetro da nossa terra
    Câmara de Comércio dos EUA pede o fim da separação de famílias na fronteira
    Boicote ao dólar: China e Rússia concordam em aumentar comércio em moedas nacionais
    EUA alertam China sobre necessidade de realizar 'comércio justo'
    Tags:
    protecionismo, terror, tarifas, livre comércio, Ministério do Comércio da China, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik