23:00 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Colocação de tubulações de gás em assentador de tubos do convés (foto de referência)

    Coreia do Sul se prepara para retomar projeto de gasoduto com a Rússia 'imediatamente'

    © Sputnik / Alexey Kudenko
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4151

    A Coreia do Sul está pronta para iniciar imediatamente o projeto conjunto com a Rússia que pretende construir o gasoduto para a Coreia do Sul via Coreia do Norte, disse à Sputnik o presidente e CEO da Korea Gas Corporation (Kogas), Seung-II Cheong durante a Conferência Mundial de Gás em Washington.

    "Primeiro, a desnuclearização da Península Coreana e também o fim das sanções internacionais são os pré-requisitos para promover esse projeto — o gasoduto para a Coreia do Sul via Coreia do Norte. As condições devem ser cumpridas antes de falarmos sobre o projeto em detalhes", disse Cheong na terça-feira. "Mas a Kogas vem consultando seus colegas russos sobre este projeto há muito tempo. Então, achamos que, se as condições forem atendidas, podemos facilmente retomar as consultas sobre este projeto."

    Quando perguntado se a Kogas estaria pronta para iniciar o projeto imediatamente após uma decisão diplomática, Cheong disse "sim". "Espero que os esforços diplomáticos para aliviar as tensões na Península Coreana rendam frutos no futuro próximo", acrescentou.

    Kogas Seung-II Cheong também disse à Sputnik que a Kogas vê perspectivas de projetos conjuntos com a Coreia do Norte depois que as sanções contra Pyongyang forem suspensas.

    Histórico da obra

    A ideia de um gasoduto russo na península coreana apareceu pela primeira vez em 2008, quando a Gazprom e a Korea Gas Corporation assinaram um memorando de entendimento sobre a entrega de gás do oleoduto Sakhalin-Khabarovsk-Vladivostok à Coreia do Sul, com 700 km de extensão. 

    A proposta era construir um gasoduto de 1.100 km passando pela Coreia do Norte. Ele teria uma capacidade de cerca de 20 bilhões de metros cúbicos por ano, com entregas divididas entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul.

    A deterioração das relações entre Seul e Pyongyang congelou o projeto. No entanto, após as reuniões entre o líder norte-coreano Kim Jong-un e o presidente sul-coreano Moon Jae-in em abril, e a cúpula entre Kim e o presidente Trump, as perspectivas de cooperação voltaram.

    Tags:
    Gazprom, Korea Gas Corporation, Donald Trump, Kim Jong-un, Moon Jae-in, Seung-II Cheong, Khabarovsk, Sakhalin, Vladivostok, Pyongyang, Rússia, Península Coreana, Coreia do Norte, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik