01:24 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Soldado sul-coreano passando por uma TV que está mostrando fotos do Secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e do líder norte-coreano, Kim Jong-un

    Casa Branca revela os próximos passos dos EUA para a desnuclearização norte-coreana

    © AP Photo / Ahn Young-joon
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 30

    O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, viajará à Coreia do Norte o mais rápido possível para continuar as negociações de desnuclearização, mas não há nenhuma viagem oficial para anunciar ainda.

    A informação foi prestada nesta quinta-feira pela porta-voz do Departamento de Estado do país, Heather Nauert.

    "O secretário Pompeo vai se reunir com eles e conversar o mais cedo possível para tentar implementar os resultados da cúpula EUA-Coreia do Norte", disse Nauert aos repórteres.

    "Não temos reuniões nem viagens para anunciar neste momento", acrescentou.

    Mais cedo na quinta-feira, a agência de notícias sul-coreana Yonhap informou que o secretário da Defesa dos EUA, James Mattis, e seu colega sul-coreano, Song Young-moo, se reuniriam na semana que vem para discutir o desarmamento nuclear norte-coreano.

    A Coreia do Norte fez um rápido progresso em pesquisa nuclear no ano passado, conduzindo seu mais forte teste atômico até hoje e testando uma série de mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs).

    Depois de uma onda de diplomacia que culminou em uma cúpula em 12 de junho, Pyongyang concordou em recuar e se desnuclearizar.

    Mais:

    Promessa cumprida? Coreia do Norte devolve aos EUA restos mortais de seus soldados
    Sanções da Coreia do Norte permanecem até que acordo seja cumprido, diz Coreia do Sul
    Analista indica quando se pode esperar fim definitivo da Guerra da Coreia
    Tags:
    desnuclearização, armas nucleares, icbm, diplomacia, Departamento de Estado dos EUA, Song Young-moo, James Mattis, Heather Nauert, Mike Pompeo, Coreia do Norte, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik