11:51 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras chinesas e norte-americanas

    'Fim do consenso': China acusa EUA de chantagem em guerra comercial

    © AP Photo / Ng Han Guan, Pool
    Ásia e Oceania
    URL curta
    291

    De acordo com Pequim, as declarações dos EUA sobre a possibilidade de aplicar novas tarifas representam o fim do consenso alcançado pelas partes.

    Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que havia instruído a preparar uma lista de produtos chineses no valor de 200 bilhões de dólares para a possível introdução de impostos adicionais de 10% se a China continuasse a aumentar os impostos sobre os produtos norte-americanos.

    "Após a publicação da lista de 50 bilhões de dólares em bens os EUA novamente re-cruzaram todas as fronteiras, ameaçam estabelecer uma lista de mercadorias de 200 bilhões de dólares para cobrar uma taxa adicional. Tal manifestação de extrema pressão e chantagem são um afastamento do consenso alcançado pelas partes em diversas consultas, e fazem toda a comunidade internacional experimentar uma extrema decepção", diz a declaração chinesa.

    Em maio, os Estados Unidos e a China concordaram em adotar medidas efetivas para reduzir o déficit comercial dos EUA, o que implicará o aumento da importação de produtos norte-americanos por Pequim.

    Entretanto, no fim de maio, a Casa Branca informou que Washington planeja aplicar tarifas de 25% sobre os produtos tecnológicos importados da China, o que aumentaria o risco de uma nova guerra comercial entre os dois países.

    Tags:
    déficit, chantagem, produtos, guerra comercial, tarifas, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik