19:34 09 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    A bandeira japonesa

    Forte terremoto no Japão deixa ao menos 2 mortos

    © Sputnik / Natalia Seliverstova
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 15

    Um terremoto de 5,9 graus de magnitude na escala Ritcher atingiu neste domingo (17) o oeste do Japão, deixando ao duas pessoas mortas. As vítimas são um homem de 80 anos e uma menina de 9 anos, informa a emissora NHK. Há, ainda, outros 41 feridos.

    A segunda maior cidade do Japão, Osaka, foi atingida e há vídeos do tremor atingido a população. No horário local, já era manhã de segunda-feira (18) e diversos trabalhadores estavam no transporte público. 

    O primeiro-ministro Shinzo Abe disse que o governo está avaliando os danos e que sua principal prioridade é a segurança dos moradores.

    O epicentro do terremoto ocorreu na parte norte da província, informou a Agência Meteorológica do Japão. A agência originalmente colocou a magnitude do terremoto em 5,9, mas depois aumentou para 6,1. Nenhum aviso de tsunami foi emitido.

    A Kansai Electric Power disse que não houve irregularidades nas usinas nucleares de Mihama, Takahama e Ohi após o terremoto. Kansai também disse que mais de 170 mil residências estão sem energia em Osaka e na vizinha província de Hyogo.

    A Daihatsu Motor Co., uma unidade da Toyota Motor, sediada em Osaka, disse que suspendeu a produção em suas fábricas em Osaka e Kyoto, enquanto verifica se há danos.

    Um terremoto de magnitude 9,0 atingiu o nordeste do Japão em 11 de março de 2011, provocando um enorme tsunami que matou cerca de 18.000 pessoas e desencadeou o desastre nuclear de Fukushima.

    Mais:

    Japão: EUA apresentam a Pyongyang 47 exigências para sua completa desnuclearização
    Japão volta a ligar mais um reator nuclear depois do desastre de Fukushima
    71 pessoas são hospitalizadas no Japão com sinais de envenenamento
    Chanceler do Japão nega possibilidade de cúpula com a Coreia do Norte
    Em meio à cúpula histórica, Japão lança foguete com satélite-espião
    Akihito participa de cerimônia antes de se tornar primeiro a abdicar no Japão em 200 anos
    Tags:
    Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik