10:03 13 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Uma bandeira nacional chinesa vibra no vento entre um complexo residential de grande altura e do escritório em Pequim,  China (arquivo)

    Pequim: acordos comerciais da China com EUA serão anulados em resposta às novas tarifas

    © AP Photo / Andy Wong
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10231
    Nos siga no

    Todos os acordos comerciais entre a China e os EUA serão anulados em retaliação às novas tarifas norte-americanas sobre os produtos chineses, informou um comunicado do ministério do Comércio do país asiático.

    Mais cedo, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a adoção de novas tarifas de 25% sobre importados chineses, num valor total de US$ 50 bilhões anuais. Dessa forma, pelo menos um décimo das exportações da China aos Estados Unidos será afetado. 

    "Todos o acordos comerciais celebrados durante as consultas [bilaterais] deixam de vigorar", explica o comunicado do ministério.

    As delegações comerciais dos EUA e da China realizaram consultas bilaterais em Washington nos dias 17 e 18 de maio. As consultas resultaram em um comunicado conjunto, segundo o qual as partes manifestaram a intensão de adotar medidas para reduzir o déficit da balansa comercial norte-americana em relação à China, aumentando a exportação de mercadorias e serviços dos EUA. 

    Na ocasião, o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, declarou a suspensão da adoção de tarifas comerciais contra a China e apontou para progresso nas negociações com Pequim.

    Mais:

    Nova guerra comercial entre EUA e China é questão de dias?
    Pequim promete resposta imediata se novas tarifas de Tump causarem danos à China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar