23:28 08 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    331
    Nos siga no

    Um navio acusado pela ONU de contrabandear carvão da Coreia do Norte, em violação às sanções econômicas, teria navegado na costa de Singapura enquanto o presidente dos EUA, Donald Trump, se preparava para seu histórico encontro com o líder norte-coreano Kim Jong-un.

    O navio de 25 mil toneladas Jia Feng carrega a bandeira do Togo e foi acusado em março pelo Painel de Especialistas da ONU de ter embarcado carvão no porto norte-coreano em Namp'o e ter realizado seu transporte para a Malásia em 2017. Mais tarde, em 2017, o navio também foi acusado de ter realizado uma entrega no Vietnã, quando desligou seu indicador de localização automatizado.

    Leo Byrne, diretor de dados e análises do Korea Risk Group, disse ao site Defense One que o navio passou por Singapura a caminho da Malásia durante a cúpula e seguiu para costa leste de Sumatra, na Indonésia, a noroeste de Singapura. Korea Risk Group é uma empresa privada que presta consultoria aos clientes em assuntos relacionados à Coreia do Norte e gerencia o site NK News.

    "Apesar das investigações do [Painel de Peritos], o navio togolês até agora se esquivou das sanções da ONU e dos EUA, enquanto o governo da Malásia se recusou a comentar sobre suas visitas contínuas ao país do sudeste da Ásia", disse Byrne.

    Mais:

    Plano da China para a Coreia do Norte surtiu efeito, diz ministério chinês
    Trump: 'Não há mais ameaça nuclear por parte da Coreia do Norte'
    Kim Jong-un disse em reunião que EUA e a Coreia do Norte devem parar com provocações
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar