23:27 18 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Tanques chineses

    Exército de velhos tanques da China será robotizado e perigoso, opinam analistas (FOTO)

    © AFP 2018/ STR
    Ásia e Oceania
    URL curta
    4302

    O ZTZ-59 é uma cópia do tanque soviético T-54/55, posteriormente modernizado com um canhão de 105 milímetros e novos sistemas do controle de fogo. Embora seja considerado um equipamento militar secundário, o Exército Popular de Libertação da China (EPL) tem milhares de tanques ZTZ-59 em serviço.

    O ZTZ-59 é uma cópia do tanque soviético T-54/55 que entrou em serviço pela primeira vez no exército em 1959. Inicialmente sem o estabilizador de armas e mal construído, a versão chinesa deste veículo de combate foi considerada um dos piores tanques no mundo durante vários anos.

    Posteriormente, modernizados com um canhão de 105 milímetros e novos sistemas de controle de fogo, milhares destes tanques continuam em serviço do exército. No entanto, as novas tecnologias irão dar uma nova vida a este veículo de 40 toneladas, indica a revista científica Popular Science.

    Hoje em dia, o numeroso exército chinês está usando os seus ZTZ-59 para novos fins, como extinção de incêndios, engenharia militar e como alvos robóticos para dar realismo aos exercícios de fogo real em combate.

    ​As versões do ZTZ-59 foram modificadas para funcionar sem tripulação. As operações são visualizadas através de câmaras de vídeo instaladas no veículo e os operadores podem guiar o tanque com ajuda de um sistema externo com um joystick. Tal como qualquer outro sistema não tripulado, as potenciais atualizações podem permitir uma maior autonomia.

    Desde 2014, foram publicadas várias imagens deste e de outros veículos blindados chineses modificados para outros fins e convertidos em robôs autônomos com câmaras e sistemas LIDAR (Laser Imaging Detection and Ranging, dispositivo para medir a distância entre o emissor de laser e o alvo).

    A China também está oferecendo veículos-robôs mais pequenos equipados com metralhadoras para a exportação e investiu muitos recursos na construção de robôs com aparência animal.

    Entretanto, o tanque robótico ZTZ-59 até agora não entrou em combate. No entanto, "será apenas uma questão de tempo até o EPL, como qualquer outro exército importante, posicionar o número maior de veículos robóticos", conclui o artigo.

    Mais:

    China realiza 5 vezes mais testes nucleares que EUA
    Força Aérea da China dá início aos exercícios anuais 'Espada Vermelha 2018'
    Bombardeiros estratégicos chineses entram em ação no mar do Sul da China (VÍDEO)
    Tags:
    canhão, modernização, exército, tanque, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik