13:07 23 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Forças de segurança indianas atuando na fronteira entre Índia e Paquistão

    Índia rebate Paquistão por ordem de autoridade sobre parte da Caxemira

    © AP Photo / Channi Anand
    Ásia e Oceania
    URL curta
    204

    As autoridades indianas convocaram neste domingo (27) o vice-alto comissário do Paquistão para a Índia, Syed Haider Shah, para manifestar o protesto de Nova Délhi contra a ordem executiva do Paquistão na região de Gilgit-Baltistan, segundo afirmou o Ministéio de Relações Exteriores por meio de um comunicado.

    A ordem divulgada no início desta semana daria ao governo federal paquistanês mais autoridade no terreno do que o conselho local.

    "O vice-alto comissário do Paquistão para a Índia foi convocado hoje e um forte protesto foi feito contra a chamada ' Ordem Gilgit Baltistan 2018' do governo do Paquistão. Foi claramente comunicado que todo o estado de Jammu e Caxemira, que inclui também o as áreas chamadas 'Gilgit-Baltistan' são parte integrante da Índia em virtude de sua adesão em 1947”, diz a declaração.

    O Ministério enfatizou que quaisquer mudanças no status do território eram ilegais e inaceitáveis.

    "Em vez de tentar alterar o status dos territórios ocupados, o Paquistão deve imediatamente desocupar todas as áreas sob sua ocupação ilegal", concluiu o ministro.

    A Resolução do Conselho de Segurança da ONU de 1947 coloca Gilgit-Baltistan na região de Jammu e Caxemira, reivindicada tanto pela Índia quanto pelo Paquistão. A área, dividida entre a Índia, Paquistão e, em menor escala, China, viu inúmeros conflitos e distúrbios civis.

    Mais:

    Protesto contra poluição de fábrica tem 9 mortos na Índia
    Rebeldes Maoístas atacam viatura e matam 5 policiais na Índia
    Caças russos Su-30MKI e franceses Rafale 'se enfrentam' nos céus da Índia
    Cresce tensão entre Paquistão e Índia em meio a pedido de trégua no Ramadã
    Tags:
    conflitos índia-paquistão, Gilgit-Baltistan, Jammu e Caxemira, Caxemira, Paquistão, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik