21:45 22 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O destróier Hefei da classe 052D da Marinha chinesa chega a Baltiysk para os treinamentos da China e da Rússia Cooperação Naval 2017

    China denuncia Marinha dos EUA por entrar em águas chinesas

    © Sputnik / Igor Zarembo
    Ásia e Oceania
    URL curta
    20263

    Pequim critica os navios da Marinha dos EUA por entrarem nas águas territoriais das Ilhas Paracel sem permissão expressa das autoridades chinesas, disse neste domingo (27) o chefe do gabinete de informação do Ministério da Defesa Nacional da China, Wu Qian.

    "Os navios da Marinha dos EUA entraram nas águas territoriais perto das ilhas de Xisha [Paracel] sem uma autorização das autoridades chinesas em 27 de maio", disse Wu.

    O representante do ministério chamou essas manobras de provocação, "uma violação das leis chinesas e das leis internacionais correspondentes, uma grave violação não cerimonial da soberania territorial chinesa, que mina a confiança mútua estratégica dos dois países".

    Segundo Wu, a China enviou aviões militares para avisar os navios dos EUA e pedir-lhes para sair das águas territoriais.

    O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Lu Kang, O pediu que Washington pare as provocações, disse, no domingo.

    "O lado chinês transmitiu ao lado dos EUA sua grave insatisfação e forte objeção sobre as ações em questão. Estamos insistindo fortemente que o lado norte-americano interrompa imediatamente tais atividades provocativas, minando a soberania e ameaçando a segurança nacional da China", disse o porta-voz em um comunicado.

    O representante do Ministério das Relações Exteriores chinês enfatizou que Pequim continuará fazendo todo o necessário para garantir a segurança do país.

    Mais:

    Navios dos EUA realizam manobras perto das ilhas disputadas no mar do Sul da China
    Pequim não mudará postura sobre mar do Sul da China apesar da pressão, opinam analistas
    China se opõe a 'cruzada' dos EUA contra Venezuela, diz analista
    Manuscrito de Karl Marx é vendido a mais de R$1,6 mi em leilão na China (FOTO)
    Tags:
    Marinha, Mar do Sul da China, Ministério das Relações Exteriores da China, Wu Qian, Lu Kang, Washington, Estados Unidos, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik