18:05 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem do Hwasong-14, míssil que a Coreia do Norte afirma ser de longo alcance (intercontinental), em teste realizado em 4 de julho de 2017

    Kim Jong-un indica quando será possível desnuclearização da península coreana

    © REUTERS / KCNA/via REUTERS
    Ásia e Oceania
    URL curta
    5232

    A Coreia do Norte não precisará de armas nucleares se as partes interessadas desistirem da política hostil, afirmou o líder norte-coreano, Kim Jong-un, durante seu encontro com o homólogo chinês.

    O presidente da China, Xi Jinping, e Kim Jong-un se encontraram na cidade de Dalian, no nordeste da China, segundo informou a agência Xinhua. As negociações decorreram nos dias 7 e 8 de maio.

    No âmbito do encontro, Kim Jong-un sublinhou que a Coreia do Norte espera estabelecer relações de confiança com os Estados Unidos por meio de diálogo.

    "Esperamos construir confiança mútua com os EUA por meio de diálogo e que as partes interessadas com responsabilidade tomem medidas sincronizadas por estapas", disse o líder norte-coreano, citado pela agência.

    Ele acrescentou que Pyongyang desistirá de armas nucleares logo que não haja ameaças para o país.

    "Basta apenas que as partes interessadas desistam de suas políticas hostis e ameaças de segurança à Coreia do Norte, e então Pyongyang não precisará de armas nucleares e a desnuclearização da península coreana se tornará possível", declarou Kim Jong-un.

    Pequim, por sua vez, saudou a determinação de Pyongyang de desmilitarizar a península coreana e estabelecer um diálogo com Washington, expressando-se pronta a promover o processo de paz na região.
    Esta foi a segunda viagem de Kim Jong-un à China. No fim de março, o líder norte-coreano foi a Pequim em uma visita não oficial.

    Mais:

    Pyongyang: EUA podem 'arruinar o clima de diálogo'
    China, Coreias e Irã preocupam Trump e Theresa May
    Tags:
    visita, armas nucleares, desnuclearização, Xi Jinping, Kim Jong-un, península coreana, EUA, China, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik